Nova Friburgo comemora centenário da apresentação de Villa Lobos na cidade

O fim deste mês de janeiro assinala uma data muito importante para a música brasileira que Nova Friburgo quer celebrar à altura do acontecimento, que se registra no próximo dia 29: o centenário da estréia de Heitor Villa Lobos, como compositor, no extinto Theatro Dona Eugênia.

Para marcar a data, um grupo de representantes de instituições da sociedade, a exemplo da banda Euterpe Friburguense, da União Brasileira de Trovadores (seção Nova Friburgo), do Grupo de Arte Movimento e Ação (Gama), entre outros, começa a articular um movimento que, a partir de evento de celebração da data histórica, pretende que se estenda por 2015, com outros acontecimentos sob a chancela do ‘Ano Villa Lobos de Nova Friburgo’.

Teatro Dona Eugênia. Ficava na Rua Augusto Cardoso, atualmente Edifício Gustavo Lira

Para tratar da organização do evento inicial e de possíveis outros acontecimentos nos próximos meses, o grupo de integrantes das entidades realiza encontro nesta quarta-feira, 14, a partir das 18 horas, na sede da Associação Comercial (Acianf – Av. Alberto Braune, 111). Aberto à participação comunitária, o encontro será para ouvir sugestões e preparar as providências de realização dos eventos.

Recital de estreia: o primeiro de três apresentações na cidade

O recital de estréia das obras da autoria de Villa Lobos, que agora completa cem anos, tendo o maestro e compositor ao violoncelo, com acompanhamento de sua esposa, a pianista Lucilia Guimarães Villa Lobos, foi realizado no Theatro Dona Eugênia, integrando o primeiro de uma série de três apresentações que ele realizaria naquele mesmo ano em Nova Friburgo: o segundo, em 2 de fevereiro de 1915, no Cine Odeon e um terceiro na residência do então maestro Homero Barreto,  rua General Osório, 88.

No site do próprio Museu Villa Lobos (www.museuvillalobos.org.br), na seção ‘Cronologia Ilustrada’ é possível acessar - no período referente a 1911 e 1920 – o registro deste acontecimento, agora centenário.

Evento no próprio dia 29

Na noite do próprio dia 29 próximo, a última quinta-feira de janeiro, um evento simbólico será realizado, no largo dos Trovadores Rodolpho Abbud (Praça do Suspiro) para celebrar o acontecimento.

Mais informações: Girlan (22) 992-779-290 / girlan.guilland@gmail.com

Dia Nacional da Música Clássica

Dia 5 de Março é o Dia Nacional da Música Clássica. A data é comemorada no dia de nascimento do grande compositor brasileiro de Música Erudita, Heitor Villa Lobos, nascido no Rio de Janeiro em 1887 e falecido em 1959. Para comemorar, a Prefeitura de Nova Friburgo promove a apresentação do Conjunto de Metais da Orquestra Petrobras Sinfônica neste mesmo dia, às 20h, no Teatro Municipal, com entrada franca.

O evento do dia 5 integra a Programação da “Semana Villa-Lobos”, que acontecerá de 3 a 10 de março, com a realização de Concertos, Oficinas Instrumentais, Roda de Leitura, Mostra de Cinema e exibição de Documentário sobre a vida do Maestro e compositor, atividades totalmente gratuitas. A programação poderá ser acessada através desse link, na página da Prefeitura Municipal de Nova Friburgo.

Não perca!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade

http://www.tertuliaonline.com.br/
http://www.revistapacheco.com/p/contato_507.html

Destaques

A primeira vez em que eu quase morri

Uma experiência de quase morte não é algo muito fácil de esquecer, sobretudo quando se tem 16 anos. Nessa época, eu era um rapaz latino-americano, franzino e com algumas espinhas na testa. É verdade, era mais do que eu desejava, se é que alguém deseja ter espinhas. Eu era o típico adolescente: cheio de sonhos, impulsivo e medroso. Mais medroso que impulsivo, aliás.

Sobre o apego e as lembranças que escapam lentamente

O primeiro bem que meu pai me deixou, meio sem querer, foi seu aparelho de telefone celular. Não é um smartphone, não acessa a internet. A câmera fotográfica integrada tem parcos megapixels. As pessoas riem do aparelho quando são apresentadas a ele, sem saber que ali dentro, naquela caixa preta, está guardada minha pequena herança particular.

"Uma Aventura Perigosa"

Max de Castro é um funcionário público insatisfeito com trabalho e com problemas no casamento. Após uma crise de estresse em pleno expediente, incentivado por um psicanalista em um programa de entrevistas, escreve uma carta confessional, que deve ser escondida e destruída em 24 horas, mas a mesma desaparece, antes que ele pudesse fazê-lo. Começa então o inferno de Max, angustiado pela possibilidade de seus maiores segredos serem descobertos, ou por sua esposa, ou por sua cunhada, a jovem Sophia, por quem se sente fortemente atraído.

Cinema: Frances Ha

Em Frances Ha (2012), Frances (Greta Gerwig) é uma jovem nova-iorquina de 27 anos que não corresponde às expectativas idealistas de uma sociedade que exige do indivíduo o sucesso em questões profissionais e afetivas nessa fase. Ao contrário, como muitos jovens nessa idade, Frances ainda não faz ideia do que, para ela, é ser bem sucedida. O artista francês Eugène Delacroix escreveu em 'Diário' que para se chegar a segurança e maturidade do espírito é necessário passar pela sutil delicadeza da nossa sensibilidade juvenil.
As imagens postadas neste site foram retiradas da internet ou enviadas por colaboradores. Se é proprietário de alguma imagem e se sentiu ofendido, por favor, entre em contato conosco e ela será rapidamente tirada do ar.