2ª Festa Literária da Serra acontece em Bom Jardim de 9 a 12 de outubro


A equipe da Secretaria Municipal de Turismo, Esporte, Cultura e Lazer de Bom Jardim - STECLA anuncia a que 2ª edição da Festa Literária está confirmada: é a Festa Literária da Serra que vai movimentar o município de Bom Jardim e a Região Serrana do dia 9 a 12 de outubro, no Galpão Cultural (e na sede da Fazenda Bom Jardim, que fica ao lado).

Neste ano, com mais apoiadores e convidados, espera-se que a FLITS tenha um maior alcance  tornando-se mais um evento cativo no calendário cultural da região.

A FLITS é uma grande celebração do livro e da leitura, onde as outras formas de arte vem somar com beleza e conteúdo. Para a abertura teremos a final do "V Festival Um Jardim de Poesia" e durante a programação: encontros com autores, oficinas artísticas, apresentações musicais e teatrais, vídeos, contação de histórias e, é claro, livros!

O objetivo principal do evento é fomentar a leitura e a produção literária. Daí derivam-se outros objetivos: promover intercâmbio entre autores e leitores, orientar autores que desejam editar seus trabalhos, capacitar professores a trabalhar com incentivo à leitura em suas escolas, promover a criação em diversas linguagens artísticas permeadas pela literatura, fornecer ao público a ampliação de conceitos culturais e históricos, promover inclusão, promover o mercado do livro e movimentar a economia criativa.

Um dos destaques é a abertura com o "V Festival Um Jardim de Poesia". Neste ano foram recebidas inscrições de poetas de diversos estados brasileiros. E nesse evento, além dos poemas, ganham visibilidade os intérpretes (geralmente estudantes de teatro).

Outro destaque é para o acervo disponível (em parceria entre a Biblioteca Pública Municipal João XXIII e o Instituto Dorina Nowill). Bom Jardim possui um grande acervo de livros em Braille e audiolivros e queremos divulgar, inclusive oferecer parceria a outras bibliotecas que não possuem esse tipo de acervo. Vamos expor também outros materiais (como máquina de escrever em Braille).

Haverá também estandes de editoras para aquisição de livros, com destaque para a Livraria Móvel da Imprensa Oficial do Estado (que trará livros a preços muitos populares, a partir de dois reais!)

Além disso, haverá distribuição de livros sob diversas formas (premiação, sorteio, "livro perdido", "pescaria literária") e feirinha solidária (para quem quiser doar ou trocar livros e gibis).

Neste ano houve aumento nas parcerias (ex: SESC e NITPRESS) e com isso será dado ao evento o alcance da região serrana e não apenas municipal.

Já estão confirmadas na programação:
- Festival de Poesia;
- Oficina de Rap;
- Oficina de Dobradura;
- Oficina de Caricatura;
- Oficina Literária para Professores;
- Sessões de contação de histórias;
- Encontro "Fala autor";
- Peça teatral infantil;
- Comédia;
- Roda de Choro;
- Sarau literomusical;
- Canto coral;
- Dança;
- Lançamentos de livros;
- Palestra sobre a história regional;
- Exposição de livros em Braille e audiolivros;
- "Mesa literária" (com autores e editoras). 

Segundo os organizadores, em breve serão divulgados mais detalhes e a programação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade

http://www.tertuliaonline.com.br/
http://www.revistapacheco.com/p/contato_507.html

Destaques

A primeira vez em que eu quase morri

Uma experiência de quase morte não é algo muito fácil de esquecer, sobretudo quando se tem 16 anos. Nessa época, eu era um rapaz latino-americano, franzino e com algumas espinhas na testa. É verdade, era mais do que eu desejava, se é que alguém deseja ter espinhas. Eu era o típico adolescente: cheio de sonhos, impulsivo e medroso. Mais medroso que impulsivo, aliás.

Sobre o apego e as lembranças que escapam lentamente

O primeiro bem que meu pai me deixou, meio sem querer, foi seu aparelho de telefone celular. Não é um smartphone, não acessa a internet. A câmera fotográfica integrada tem parcos megapixels. As pessoas riem do aparelho quando são apresentadas a ele, sem saber que ali dentro, naquela caixa preta, está guardada minha pequena herança particular.

"Uma Aventura Perigosa"

Max de Castro é um funcionário público insatisfeito com trabalho e com problemas no casamento. Após uma crise de estresse em pleno expediente, incentivado por um psicanalista em um programa de entrevistas, escreve uma carta confessional, que deve ser escondida e destruída em 24 horas, mas a mesma desaparece, antes que ele pudesse fazê-lo. Começa então o inferno de Max, angustiado pela possibilidade de seus maiores segredos serem descobertos, ou por sua esposa, ou por sua cunhada, a jovem Sophia, por quem se sente fortemente atraído.

Cinema: Frances Ha

Em Frances Ha (2012), Frances (Greta Gerwig) é uma jovem nova-iorquina de 27 anos que não corresponde às expectativas idealistas de uma sociedade que exige do indivíduo o sucesso em questões profissionais e afetivas nessa fase. Ao contrário, como muitos jovens nessa idade, Frances ainda não faz ideia do que, para ela, é ser bem sucedida. O artista francês Eugène Delacroix escreveu em 'Diário' que para se chegar a segurança e maturidade do espírito é necessário passar pela sutil delicadeza da nossa sensibilidade juvenil.
As imagens postadas neste site foram retiradas da internet ou enviadas por colaboradores. Se é proprietário de alguma imagem e se sentiu ofendido, por favor, entre em contato conosco e ela será rapidamente tirada do ar.