Está no ar a edição especial da revista Contos do Absurdo #7 - "Maldição da Lua Cheia"!

 

Em abril de 2012, o ilustrador Mario Mancuso junto com uma equipe de roteiristas e ilustradores lança digitalmente uma revista de terror e mistério, com o mesmo formato clássico das HQ's de terror da década de 80, como "Historias Reais de Drácula", "Lobisomem", "Calafrio", entre outras, muitas delas ilustradas por brasileiros, como Julio Shimamoto, Mozart Couto, Watson Portela, Rodval Matias,  e Rodolfo Zalla.

 
   
A revista "Contos do Absurdo" chega à sua sétima edição, A Maldição da Lua Cheia, um especial  somente com Lobisomens e ainda uma entrevista exclusiva com o criador do do jogo HOTLINE MIAMI. A edição, organizada pelo publisher Daniel Vardi e o Editor-Chefe Alexandre Winck,  conta com ilustrações de Ronilson Caetano Leal, André Martuscelli do Amaral, Nestablo Ramos, Luciano Oliveira, Lauro Winck, Jackson Oliveira, Márcia Brito, e Carlos Henry.



A "Maldição da Lua Cheia" conta com 4 histórias em quadrinhos, uma entrevista com o criador do jogo Hotline Miami e seis textos entre contos e poemas, entre eles, o conto "O Mal de Sepúlveda", de George dos Santos Pacheco. Segundo o editor da revista, apenas na rede social Facebook, a postagem sobre a revista já alcançou oito mil visualizações.

Para conferir as edições anteriores, acesse o site da revista www.contosdoabsurdo.com.br. Mas se engana quem pensa que "Contos do Absurdo é apenas uma revista. Trata-se de um projeto de multimídia que envolve quadrinhos, curtas e os principais representantes da cultura underground do Brasil. E a equipe do projeto está aberta para a participação de escritores, ilustradores, desenhistas de HQ, atores/personagens e diretores de filmes trash. Quer fazer parte desse universo? Envie seus contos, sua ilustração, sua história em quadrinho e seu curta-metragem trash em uma mensagem para o endereço eletrônico contato@contosdoabsurdo.com.br.

E para degustar essa HQ especialíssima, clique neste link aqui e se divirta!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade

http://www.tertuliaonline.com.br/
http://www.revistapacheco.com/p/contato_507.html

Destaques

A primeira vez em que eu quase morri

Uma experiência de quase morte não é algo muito fácil de esquecer, sobretudo quando se tem 16 anos. Nessa época, eu era um rapaz latino-americano, franzino e com algumas espinhas na testa. É verdade, era mais do que eu desejava, se é que alguém deseja ter espinhas. Eu era o típico adolescente: cheio de sonhos, impulsivo e medroso. Mais medroso que impulsivo, aliás.

Sobre o apego e as lembranças que escapam lentamente

O primeiro bem que meu pai me deixou, meio sem querer, foi seu aparelho de telefone celular. Não é um smartphone, não acessa a internet. A câmera fotográfica integrada tem parcos megapixels. As pessoas riem do aparelho quando são apresentadas a ele, sem saber que ali dentro, naquela caixa preta, está guardada minha pequena herança particular.

"Uma Aventura Perigosa"

Max de Castro é um funcionário público insatisfeito com trabalho e com problemas no casamento. Após uma crise de estresse em pleno expediente, incentivado por um psicanalista em um programa de entrevistas, escreve uma carta confessional, que deve ser escondida e destruída em 24 horas, mas a mesma desaparece, antes que ele pudesse fazê-lo. Começa então o inferno de Max, angustiado pela possibilidade de seus maiores segredos serem descobertos, ou por sua esposa, ou por sua cunhada, a jovem Sophia, por quem se sente fortemente atraído.

Cinema: Frances Ha

Em Frances Ha (2012), Frances (Greta Gerwig) é uma jovem nova-iorquina de 27 anos que não corresponde às expectativas idealistas de uma sociedade que exige do indivíduo o sucesso em questões profissionais e afetivas nessa fase. Ao contrário, como muitos jovens nessa idade, Frances ainda não faz ideia do que, para ela, é ser bem sucedida. O artista francês Eugène Delacroix escreveu em 'Diário' que para se chegar a segurança e maturidade do espírito é necessário passar pela sutil delicadeza da nossa sensibilidade juvenil.
As imagens postadas neste site foram retiradas da internet ou enviadas por colaboradores. Se é proprietário de alguma imagem e se sentiu ofendido, por favor, entre em contato conosco e ela será rapidamente tirada do ar.