10 sites com seleção permanente de textos


Tire seus manuscritos da gaveta! Confira aqui 10 sites e blogs que realizam seleções literárias permanentes e que podem publicar suas poesias, contos e crônicas. Inspirem-se, escrevam e participem!

Revista Pacheco

A Revista Pacheco é uma revista virtual voltada à publicação de conteúdos sobre Literatura, Arte e Cultura em geral, com especial enfoque à Literatura. Realizamos desafios literários, com o objetivo de fomentar a produção literária, e ensejar um espaço para que novos autores e os mais experientes possam interagir, oportunizando a consequente troca de experiências e amadurecimento literário. Publicamos textos de diversos autores, entre contos, crônicas, e poesias. Se você quer colaborar com algum texto, acesse a aba Contato e envie seu material, a seleção está aberta o ano inteiro.

Como publicar:

Para enviar seu material (conto, crônica, crítica, poema, trova), basta encaminhar uma mensagem para pacheconetuno@oi.com.br, da seguinte forma:

- sua obra, em formato Word  - *.doc ou *.rtf - (não muito longa, por se tratar de uma publicação em blog; com uma miniobiografia de até 350 caracteres, com e-mail para contato, no mesmo arquivo, ao final do texto);
- uma imagem de boa resolução, que sintetize as ideias contidas no texto, a fim de ilustrar a publicação (a imagem deverá ser enviada em arquivo separado, na mesma mensagem); e
- o nome do arquivo, bem como no campo assunto do e-mail deverá ser composto, necessariamente, por:
"Colaboração Revista Pacheco - Tipo de Texto (conto, crônica, crítica, poema, trova) - nome do autor.
Ao enviar o material para a avaliação, compreende-se que se esteja autorizando sua publicação. Após ler e analisar todos os textos, caso for aceito, entraremos em contato.


Revista Desenredos

Desenredos é uma revista eletrônica de periodicidade trimestral fundada em Teresina-PI, em julho de 2009, em substituição à revista impressa Amálgama, da qual circularam 5 edições entre os anos de 2002 e 2004. Editada por Adriano Lobão Aragão e José Wanderson Lima Torres, dEsEnrEdoS tem como missão estimular a criação artística e promover o debate de temas vinculados, direta ou indiretamente, à Literatura. Sendo assim, dEsEnrEdoS não se propõe a ser uma revista literária stricto sensu, mas um espaço que, tomando a literatura como epicentro das Humanidades, esteja atento aos movimentos da Cultura. Serão bem-vindos, portanto, textos que abordando a linguagem, o cinema, a música, as artes plásticas, a filosofia, a religião, a antropologia, a pedagogia, a psicologia, a história etc ajudem a expandir a compreensão do fenômeno literário.

Como publicar:

A revista recebe colaborações em forma de poemas, contos, crônicas, traduções de textos literários ou ensaísticos, fotografias, charges, cartuns, entrevistas, ensaios, resenhas e artigos científicos. Caso se trate de colaboração já veiculada em outro(s) meio(s), o(s) autor(es) deve(m) avisar no ato da submissão, a fim de que o Conselho Editorial delibere se é viável ou não a republicação.

Os interessados em colaborar com dEsEnrEdoS devem encaminhar o trabalho digitado em Microsoft Word, em fonte Arial, tamanho 12, digitado em espaço 1,5, em folha A4 (210mm X 297 mm), com margens esquerda e superior de 3 cm e direita e inferior de 2 cm, alinhamento justificado e numeração arábica das páginas na parte superior direita. Esta regra só não é válida para o caso de poemas.

Cada autor deve colocar, no fim do texto, um breve informe biográfico, de no máximo três linhas. A divulgação do e-mail é opcional.

Só serão aceitos ensaios, resenhas e artigos científicos com, no máximo, três autores.

As Referências dos artigos científicos devem seguir a NBR6023 da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT, bem como conter resumo em português e numa língua estrangeira moderna, seguido de aproximadamente cinco palavras-chave.

As imagens devem ser enviadas em anexo em formato digital (".jpg" ou ".gif"). Deve-se indicar no texto o local onde elas aparecerão. Os autores devem enviar também, junto com seus trabalhos, a autorização para a utilização de fotografias, fotomontagens, ilustrações, quadros, etc, quando estes não forem de domínio público.

Qualquer informação, opinião, posicionamento ideológico nos textos é de inteira responsabilidade de seus autores, não refletindo, necessariamente, a opinião dos Editores e do Conselho Editorial.

A revisão gramatical e de normatização técnica é de inteira responsabilidade do(s) autor(es).

Ao enviar o material para a avaliação, implicitamente, compreende-se que se esteja autorizando sua publicação.

Cada trabalho será avaliado por dois membros do Conselho Editorial. Ocorrendo discordância de avaliação entre os dois conselheiros, um terceiro avaliador irá desempatar a questão.

Os trabalhos deverão ser enviados aos Editores responsáveis por dEsEnrEdoS através dos seguintes endereços eletrônicos: lobaoaragao@gmail.com ou wandersontorres@hotmail.com

Fonte: http://www.desenredos.com.br

Revista Crispim

A Crispim — revista de crítica e criação literária surgiu por volta de 1998 por iniciativa de alunos do curso de graduação em Letras da UFPE. Desde então, seu corpo editorial mudou várias vezes, tendo sido integrado também por estudantes de outras áreas, como Filosofia e Artes Plásticas. Antes de contar com o formato atual, a circulação da revista se restringia aos corredores da universidade, apesar dos desejos de estender suas discussões ao público não universitário. A tão esperada ampliação de seu alcance só foi possível com o apoio concedido pela Editora Universitária da UFPE, que, por ocasião de seus 50 anos, resolveu doar a impressão do novo número. Foi então que 50 páginas de criação e 50 páginas de crítica, além de um projeto gráfico mais atraente, vieram substituir as 10 fotocópias grampeadas dos três primeiros números.

Quanto à proposta, no entanto, a Crispim mantém-se a mesma. Embora surgida na universidade, não é uma revista acadêmica: seu rigor e sua clareza, livres das diretrizes que regem os artigos científicos, são ora os que a técnica literária proporciona — nos poemas, contos e traduções que veicula —, ora os que a inteligência mais livre do ensaio põe em ação. E é exatamente da confluência dessas duas frentes — a divulgação da literatura e a reflexão sobre ela — que a revista pretende derivar sua voz própria: uma voz que una a pertinência em relação ao tempo presente e a clareza de fundamentos, argumentos e objetivos — duas características do bom ensaísmo — à fecundidade e à responsabilidade técnica de toda boa arte.

Como publicar:

A revista está aberta a colaborações. Qualquer pessoa nos pode enviar poemas, contos, traduções ou ensaios, todos sempre bem-vindos. A cada edição — a revista é semestral —, um corpo editorial independente seleciona para publicação o material mais adequado à proposta. Um dos objetivos principais da iniciativa é exatamente o de, ao lado de nomes clássicos da literatura e de uma produção própria, fazer figurar nomes novos ainda privados da atenção que merecem.

Os textos devem ser enviados para: contato@revistacrispim.com.br

Fonte: http://www.revistacrispim.com.br/

Zunái: Revista de Poesias & Debates

Zunái é uma revista eletrônica dedicada à divulgação de poemas, contos, ensaios e traduções, sob o enfoque da experimentação estética e da invenção. Em cada edição, a revista se propõe a fazer uma releitura da poesia brasileira contemporânea, não só pela divulgação de textos criativos mas também de ensaios críticos analisando a obra de poetas atuais, entrevistas e debates em que autores convidados pela equipe editorial estarão discutindo, através de depoimentos e artigos, aspectos da poesia atual ou temas culturais da actualidade. Fazendo uma ponte com as poéticas latino-americanas, a revista publicará, periodicamente, pequenas coletâneas dedicadas a autores do México, de Cuba, da Argentina e de outros países do continente, afinados com a ideia de invenção e rigor.

Sem ter qualquer pretensão de neutralidade, a revista procura intervir, de modo consciente, na produção atual, assumindo posições coerentes com seu ideário, dando ênfase ao que há de mais inquietante e perturbador, sobretudo na produção dos poetas mais jovens, ainda pouco conhecidos, do Pará ao Rio Grande do Sul, que têm pouco espaço na imprensa diária, revistas ou antologias em circulação. Esse esforço de revalorização de nossa literatura mais radical estende-se também ao passado, sendo possível (e necessário) enfocar autores de gerações passadas ainda não assimilados por nossa história literária, como Dario Vellozo e outros expoentes da geração simbolistas, minimizados por nossos críticos. Enfim, Zunái quer ser uma revista engajada na missão de buscar o que há de mais vivo, transgressivo e perturbador em nossa poesia, “sem esperança nem temor”. Relembrando Baudelaire: “mergulhar no fundo do abismo para trazer o novo”.

Como publicar:

As colaborações - contos, poemas e traduções - devem ser enviadas em formato Word (DOC ou RTF) para o seguinte endereço: claudio.dan@gmail.com

Fonte: http://www.revistazunai.com

O Bule
 
Bule pode significar Blog Unificado de Literatura e Escrita. Ou Brasil Unido pela Leitura. Ou pode não significar nada; apenas bule, objeto que possui uma conotação muito positiva para nós brasileiros. Adoramos sentar, jogar conversa fora enquanto tomamos um café, que pode ser ora amargo, ora doce, ou muito ralo. Os gostos variam. Os desgostos também. O nosso café tomaremos virtualmente – serão as palavras, os textos. Eles terão sabores variados – poéticos, ultramodernos, difíceis, formais, coloquiais, obscuros, diamantes.

Este BULE é um espaço de apresentação, divulgação e discussão de ideias em torno da literatura, das palavras, da escrita. Aqui livros são sorteados entre os seguidores e leitores. Aqui outros autores divulgam suas publicações. Aqui outras colaborações, além dos textos dos colunistas fixos, serão aceitas e ansiosamente esperadas. O BULE não é apenas um site de literatura contemporânea, mas também de literatura extemporânea.

Os administradores do projeto são: Geraldo Lima, Marcia Barbieri, Ricardo Novais, Rodrigo Novaes de Almeida e Rogers Silva.

Como publicar:

Para o nosso e-mail (coisaprobule@yahoo.com.br), o ESCRITOR pode enviar:

- o seu texto literário (que não seja longo; com uma miniobiografia de 300 caracteres em anexo) a fim de ser postado n’O BULE.

OBS: como são muitos os interessados em colaborar com O BULE, teremos que ler e analisar todos os textos. Caso for aceito, entraremos em contato.

Fonte: http://www.o-bule.com/
          http://www.o-bule.com/p/publieditorial.html

Revista Macondo

A Revista Macondo tem como ponto de partida uma ideia concretizada por dois irmãos - Francisco e Marcos. Por meio da difusão de textos verbais e não-verbais, nos mais variados gêneros e formatos, o objetivo do projeto é justamente a divulgação da boa literatura que, muitas vezes, não encontra seu devido lugar de promoção e, tampouco, recebe o valor que lhe é de direito.

Com o intuito de promover grandes trabalhos literários de novos ou consagrados autores, entrevistas e novidades diversas sobre o mundo da arte e da literatura, contamos com uma publicação em formato digital, trimestral, além de um Blog (revistamacondo.wordpress.com) atualizado constantemente.

Como publicar:

1) Os trabalhos deverão ser apresentados em arquivos de Documento Word (.doc, .docx, .rtf) e enviados para o e-mail: revista.macondo@yahoo.com.br

1.1) Em relação ao arquivo:
- As obras deverão ser anexadas ao e-mail em um arquivo (as mesmas não deverão ser coladas no corpo da mensagem).

- Preferencialmente, os trabalhos deverão ser enviados em um único arquivo - independente da quantidade de textos presentes nele.

- Não há limites para o número de textos enviados em um arquivo. O autor pode selecionar quantos textos desejar para submetê-los à avaliação.

- No nome do arquivo, bem como no campo assunto do e-mail, favor especificar o(s) tipo(s) de obra(s) enviada(s) e o nome do autor.

Exemplos:
“Contos – 2 textos – Nome do autor”
“Poesias e Haicais – 7 textos – Nome do autor”
“Contos, poesia, resenhas – 5 textos – Nome do autor”

- Além das obras, pedimos para que os autores nos enviem uma minibiografia (de, no máximo, 4 linhas), podendo acrescentar, ainda, endereços para contato (e-mail, blog, site). (Observação: caso a minibiografia não seja enviada, a publicação divulgará apenas o nome do autor)

1.2) Em relação aos trabalhos:

As categorias pré-definidas pela revista para envio de material, bem como as especificidades em relação aos textos, são as seguintes:

- Contos
- Poemas (também incluso, aqui, “poesia visual” e poesia concreta”)
- Haicais
- Resenhas
- Charges/Tirinhas/Caricaturas [deverão ser enviadas em alta qualidade, no formato de preferência do autor (.png, .jpg, .bmp, .gif)]
- Fotografias
- Ensaios
- Indicações (comentários de até 200 palavras para a seção “Bibliophilia”)

Observações:

- Outras obras que não discernidas dentre as categorias supracitadas poderão também ser enviadas, desde que concernentes ao assunto basal da revista - ou seja, literatura e arte.

O não cumprimento das normas acima, a priori, não fará com que nenhum trabalho seja desconsiderado. Consideraremos as especificidades de cada trabalho, associando-as à viabilidade de publicação/edição da revista.

- Todos os trabalhos serão avaliados e os autores receberão uma resposta no que tange à publicação.

Fonte: http://www.revistamacondo.co.cc/

Portal Cronópios


No ar desde 2005, o Portal Cronópios já tornou-se uma referência de boa literatura.

Desde sua origem, o site propõe-se a discutir e divulgar a literatura através de ensaios críticos e publicação de textos em prosa e poesia.

Como publicar:

São aceitos artigos, críticas, ensaios, prosas, poesias, resenhas e outros textos estritamente literários ou relacionados à literatura.

Os autores devem enviar seus textos, acompanhados de uma breve biografia literária, para o e-mail: texto@cronopios.com.br

Obs: os textos devem ser anexados em formato Word.

Fonte: http://www.cronopios.com.br

Varal do Brasil

O Varal, é um projeto que já começa a se mostrar pelo título: Literário, sem frescuras.Nele escritores são escritores, sejam eles conhecidos ou anônimos. Sejam eles os que o mundo já expôs ou aqueles que nem a família conhece.

Escritores publicados podem nos levar em viagens através de seus escritos conhecidos e consagrados. E aqueles tímidos, que se intitulam escritores "de gaveta" e que dentro delas guardam tantas maravilhas, podem finalmente se manifestar e compartilhar conosco da arte que lhes habita fazendo com que, com eles, sonhemos..

O espaço é de todos!

Não há distinção, não há categorias: no Varal todos são importantes e abriremos espaço para aqueles que desejarem mostrar seus talentos.

São dois os requisitos apenas: escrever em Português (por enquanto!) e com o coração (sempre).

Pode participar de onde você está, não importa onde você more. A participação é gratuita. O objetivo é a divulgação da nossa língua e também dos nossos escritores.

A distribuição é feita por e-mail para qualquer lugar do Planeta! A revista, em formato PDF, além de ser distribuída ecologicamente por email, é também colocada em sites, blogs e redes sociais.

O projeto conta com o apoio da Livraria Varal do Brasil, estabelecida em Genebra, Suíça.

Como publicar:

Não se preocupe com o pecado das letras e nem com a militar formação das frases. Escreva. Não busque os olhos críticos, tente encontrar os corações. Esqueça os títulos e as graduações, lembre do sentimento puro dos que muitas vezes nem são letrados. Escreva. Rime e brinque, crie, desconstrua, invente, seja poesia e faça poemas de vida. Escreva. Conte o seu dia, o momento do amigo, a saudade do pai. Escreva. Crie personagens, dê-lhes vida, conte histórias. Escreva. Mostre. O perigo não está em alguém não gostar do que você escreveu, nem no estilo, nem nos erros. O perigo está em você não deixar livre sua alma, está em se preocupar com o que os outros fazem, em pensar que existe melhor ou pior. Escreva. Seja você em cada linha, seja cada palavra, viva tudo o que escrever, seja na vida ou na imaginação. Viva. Escreva.

E deixe as críticas para os que não tem nada a dizer...

Para participar da revista eletrônica Varal do Brasil peça um formulário pelo e-mail: varaldobrasil@gmail.com

 

Fonte: http://www.varaldobrasil.com

Revista Elis

Elis é uma Revista Literária online e gratuita que tem a mulher como personagem principal.

Com uma temática diferente à cada Edição, os colaboradores são convidados a assumir um papel feminino e contar uma história da forma que quiser (prosas, verso, imagens, etc). Opiniões e gostos à parte, o intuito é trazer ao leitor uma variedade literária para o seu desfrute, com muito bom gosto e prazer.

Como publicar:

Antes de enviar seus textos, confira o tema e as personagens da edição:
http://www.revistaelis.blogspot.com/p/junte-se-elis.html

Assuma o seu melhor papel de mulher, perca o controle, escreva e convença o leitor de que o seu texto é o mais feminino da Revista, de que nele há a presença da Elis (mulher brasileira, musa inspiradora da Revista, talvez, uma entidade).

- Regulamento -

I. Pseudônimo: Os autores deverão assinar seus textos com pseudônimos femininos, os quais serão revelados na sessão 'Colaboradores' da Revista.

II. Cada autor poderá enviar quantos textos quiser e nos formatos que desejar, desde que inseridos no limite de páginas por texto (máximo de 05 páginas por texto).

III. O autor deverá escolher apenas uma das personagens da edição.
O papel 'Álibi' possibilita que o autor escreva a partir de uma personagem que não está na edição.

IV. O texto deverá estar anexado ao e-mail em arquivo tipo documento do Word (formato .txt ou .rtf), entitulado da seguinte forma:
"TEMA DA EDIÇÃO - PERSONAGEM - Quantidade de Textos - Pseudônimo para publicação".

Exemplos:
"SUBÚRBIO - LOUCA - 02 Textos - Monalisa"
"SUBÚRBIO - SENHORA - 04 Textos - Paula Rangel"

V. No arquivo que contém os textos, devem constar as seguintes informações: nome verdadeiro, minibiografia (texto com até 04 linhas), link para site/blog e contatos.

VI. Para cada personagem será escolhido pelo menos um dos textos enviados.

E-mail para envio: editora.revistaelis@gmail.com

Fonte: http://www.revistaelis.blogspot.com
 

Bar do Escritor

No blog Bar do Escritor, os autores publicam mensalmente textos (contos, crônicas e poemas), informações sobre literatura e projetos culturais ligados à arte da escrita. São mais de 27 escritores, de tipos variados e sabores distintos, que estão elencados em seus dias de publicação à margem direita do blog. Também há a presença de convidados nos dias 10, 20 e 30 (menos em fevereiro, claro), que participam com seus textos especiais.

Como publicar:
O blog Bar do Escritor convida-os a colaborarem para o blog em 2014 com seus textos de contos, crônicas e poemas, de temas variados e assuntos diversos, mas sempre focados na ampliação do conhecimento e no prazer da leitura.


Os textos devem ser enviados em arquivo anexado para bardoescritor@gmail.com, juntamente com o link do blog/ perfil / contato do autor. Eles serão publicados em todos os dias 10, 20 e 30 (menos em fevereiro, é claro).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade

http://www.tertuliaonline.com.br/
http://www.revistapacheco.com/p/contato_507.html

Destaques

A primeira vez em que eu quase morri

Uma experiência de quase morte não é algo muito fácil de esquecer, sobretudo quando se tem 16 anos. Nessa época, eu era um rapaz latino-americano, franzino e com algumas espinhas na testa. É verdade, era mais do que eu desejava, se é que alguém deseja ter espinhas. Eu era o típico adolescente: cheio de sonhos, impulsivo e medroso. Mais medroso que impulsivo, aliás.

Sobre o apego e as lembranças que escapam lentamente

O primeiro bem que meu pai me deixou, meio sem querer, foi seu aparelho de telefone celular. Não é um smartphone, não acessa a internet. A câmera fotográfica integrada tem parcos megapixels. As pessoas riem do aparelho quando são apresentadas a ele, sem saber que ali dentro, naquela caixa preta, está guardada minha pequena herança particular.

"Uma Aventura Perigosa"

Max de Castro é um funcionário público insatisfeito com trabalho e com problemas no casamento. Após uma crise de estresse em pleno expediente, incentivado por um psicanalista em um programa de entrevistas, escreve uma carta confessional, que deve ser escondida e destruída em 24 horas, mas a mesma desaparece, antes que ele pudesse fazê-lo. Começa então o inferno de Max, angustiado pela possibilidade de seus maiores segredos serem descobertos, ou por sua esposa, ou por sua cunhada, a jovem Sophia, por quem se sente fortemente atraído.

Cinema: Frances Ha

Em Frances Ha (2012), Frances (Greta Gerwig) é uma jovem nova-iorquina de 27 anos que não corresponde às expectativas idealistas de uma sociedade que exige do indivíduo o sucesso em questões profissionais e afetivas nessa fase. Ao contrário, como muitos jovens nessa idade, Frances ainda não faz ideia do que, para ela, é ser bem sucedida. O artista francês Eugène Delacroix escreveu em 'Diário' que para se chegar a segurança e maturidade do espírito é necessário passar pela sutil delicadeza da nossa sensibilidade juvenil.
As imagens postadas neste site foram retiradas da internet ou enviadas por colaboradores. Se é proprietário de alguma imagem e se sentiu ofendido, por favor, entre em contato conosco e ela será rapidamente tirada do ar.