Os dez melhores filmes dos anos 80

Quem viveu os anos 80 sabe que época mágica foi aquele período. Os filmes faziam todo um imaginário incutido na cabeça das crianças, e não há um que não se lembre de sua infância ou adolescência sem lembrar de ao menos um desses filmes com muitas saudades. E vou dizer que tive muitas dificuldades em fazer a relação de dez (onze, só para não perder o costume), de modo que a ordem é apenas de lançamento e não de qualidade do filme. Eu não poderia dizer qual é o melhor...

1 - Star Wars – O Império contra ataca (1980)

As forças imperais comandadas por Darth Vader (David Prowse) lançam um ataque contra os membros da resistência, que são obrigados a fugir. Enquanto isso Luke Skywalker (Mark Hamill) tenta encontrar o Mestre Yoda, que poderá ensiná-lo a dominar a "Força" e torná-lo um cavaleiro jedi. No entanto, Darth Vader planeja levá-lo para o lado negro da "Força".O Império Contra-Ataca é o 2º filme da trilogia original baseada na saga Star Wars, tendo sido precedido por Guerra nas Estrelas (1977) e seguido por O Retorno de Jedi (1983).





2 – Os Caçadores da Arca Perdida (1981)

Em 1936, o arqueólogo Indiana Jones (Harrison Ford) é contratado para encontrar a Arca da Aliança, que segundo as escrituras bíblicas conteria "Os Dez Mandamentos" que Deus revelou a Moisés no Monte Horeb. Mas como a lenda diz que o exército que a possuir será invencível, Indiana Jones terá um adversário de peso na busca pela arca perdida: o próprio Adolf Hitler. Os Caçadores da Arca Perdida é o primeiro filme baseado no personagem Indiana Jones. Foram ainda lançados outros três são: Indiana Jones e o Templo da Perdição (1984), Indiana Jones e a Última Cruzada (1989) e Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal (2008).


3 - Férias Frustradas (1983)

A família Griswold está de férias e resolve ir para o "Walley Park", um parque temático. O pai Clark (Chevy Chase), sua esposa Ellen (Beverly D'Angelo), e os filhos Audrey (Dana Barron) e Rusty (Anthony Michael Hall) pegam a longa estrada de Chicago até a Costa Oeste. No meio do caminho, encontram com o primo Eddie (Randy Quaid) e a tia Edna (Imogene Coca), e acabam tendo que levá-la até Phoenix. Até os Griswold chegarem ao parque muitas confusões acontecem e, quando eles finalmente chegam, uma surpresa pouco agradável os surpreende. 




4 - Flashdance (1983)

Uma jovem (Jennifer Beals) de garra e talento não mede esforços para realizar o sonho de se tornar uma bailarina. Para isso, durante o dia, ela trabalha como operária e à noite trabalha como dançarina numa boate. No decorrer do filme, ela se envolve com seu chefe, Nick, e prepara-se para se candidatar a uma escola de dança de prestígio. Flashdance foi o primeiro sucesso de um grupo de pessoas que viria a figurar entre as mais bem-sucedidas da indústria nos anos seguintes. O filme foi a primeira colaboração entre Don Simpson e Jerry Bruckheimer, que posteriormente viriam a produzir juntos Top Gun e Beverly Hills Cop, enquanto o diretor Adrian Lyne viria a participar de filmes como Fatal Attraction, Nine 1/2 Weeks, Indecent Proposal e Lolita. O filme traz hits clássicos dos anos 80, incluindo as canções mais conhecidas da época como "What A Feeling" de Irene Cara e "She's a maniac", na voz de Michael Sembello. 

  
5 - Krull (1983)

O planeta Krull foi invadido pelo vilão Fera (Trevor Martin) e seus asseclas. Para combatê-lo, dois reinos rivais decidem se unir. Para celebrar o acordo fica decidido que o príncipe Colwyn (Ken Marshall), filho do rei Turold (Tony Church), se casará com a princesa Lyssa (Lysette Anthony), filha do rei Eirig (Bernard Archard). Só que a cerimônia de casamento é atacada pelos capangas de Fera, que sequestram Lyssa. Colwyn parte em seu resgate, contando com a ajuda de Ynyr (Freddie Jones), o ciclope Rell (Bernard Bresslaw), o mágico covarde Ergo (David Battley) e o garoto Titch (Graham McGrath).


6 - Os Caça Fantasmas (1984)

Em Nova York Peter Venkman (Bill Murray), Ray Stantz (Dan Aykroyd) e Egon Spengler (Harold Ramis) são três cientistas do departamento de psicologia da Columbia University, que se dedicam ao estudo de casos paranormais. Mas quando a subvenção termina eles são despedidos. Assim, Venkman sugere que tenham um negócio próprio, mas como não têm dinheiro fazem empréstimos e inauguram uma exterminadora de fantasmas chamada "Ghostbusters". Inicialmente eles só tem despesas e nenhum cliente, até que surge Dana Barrett (Sigourney Weaver), uma violoncelista que teve uma experiência há dois dias atrás bem assustadora no seu apartamento, pois Zuul, um demônio, parecia estar dentro da sua geladeira. Após isto Dana não voltou mais para casa. Surgem então em Nova York diversas aparições e os "Ghostbusters" são sempre chamados para resolver o problema, ganhando uma forte projeção através da mídia. 
 
7 - Inimigo meu (1985)

Nesta excelente aventura da ficção científica, dois guerreiros envolvidos em uma selvagem guerra futurística entre a Terra e o planeta Dracon são abatidos e fazem aterrissagens forçadas em um planeta desolado e inóspito. A princípio, o humano (Dennis Quaid) e seu inimigo, um réptil alienígena (Louis Gosset, Jr.) estão determinados a destruirem-se mutuamente. Mas após terem que enfrentar as forças da natureza e um ao outro, os dois pilotos perdidos gradualmente percebem que a única maneira de manterem-se vivos é superando o ódio mortal.Um ensinamento para muitas gerações... não é mesmo, Oriente Médio?



8 - O feitiço de Áquila (1985)

Europa, século XII. O Bispo de Áquila (John Wood) toma consciência que sua amada, a bela Isabeau (Michelle Pfeiffer), está apaixonada por Etienne Navarre (Rutger Hauer), um cavaleiro. Áquila fica possuído de raiva e ciúme e lança uma maldição sobre o casal: de dia ela sempre será um falcão e de noite Navarre toma a forma de um lobo, sendo que desta forma fica o casal impedido de se entregar um ao outro. Eles têm como único aliado Phillipe Gaston (Matthew Broderick), mais conhecido como Rato, que é o único prisioneiro que escapou das muralhas de Áquila.




09 - Curtindo a vida adoidado (1986)

No último semestre do curso do colégio, o estudante Ferris Bueller (Matthew Broderick) sente um incontrolável desejo de matar a aula e planeja um grande programa na cidade com a namorada (Mia Sara), seu melhor amigo (Alan Ruck) e uma Ferrari. Só que para poder realizar seu desejo ele precisa escapar do diretor (Jeffrey Jones) do colégio e de sua própria irmã (Jennifer Grey). Elenco Matthew Broderick, Alan Ruck, Mia Sara, Jeffrey Jones, Jennifer Grey, Edie McClurg, Charlie Sheen, Kristy Swanson Lugar comum nos filmes de hoje, após o término dos créditos, Matthew Broderick reaparece como Ferris Bueller e, olhando para a câmera, diz "You're still here? It's over! Go home" (em português, "Você ainda está aí? Acabou! Vá para casa!"). Não houve ninguém que não quisesse ser o Ferris Bueller em sua adolescência!

10- Te pego lá fora (1987)

Jerry Mitchell (Casey Siemaszko) é um tranqüilo e simpático colegial que vai entrevistar Buddy Revell (Richard Tyson), um colega recém-chegado, para o jornal do colégio Weaver, onde estuda. Acontece que o cara é um brutamontes, tem fama de psicopata e, além disto, não suporta ser tocado. É exatamente isto que Jerry faz, assim Buddy o desafia para uma briga no estacionamento, às 3 da tarde. Até lá Jerry tentará de tudo para que esta "execução" não aconteça.






11 - Namorada de aluguel (1987)

Esse é o filme bônus. Ronald Miller (Patrick Dempsey) é um jovem tímido e trabalhador, que sempre sonhou em ser popular no colégio. Quando ele descobre que Cindy Mancini (Amanda Peterson), uma garota linda que todos os garotos paqueram, está precisando de 1000 dólares ele surge com uma insólita proposta: empresta o dinheiro a ela e em troca ela deverá fingir ser sua namorada. Ela topa e, com sua ajuda, ele acaba se tornando um dos garotos mais populares do colégio.




Pacheco também é cultura!


3 comentários:

  1. É verdade! Ficou faltando "O Exterminador do Futuro"! Mas veja, a relação de dez filmes tem onze, justamente porque é quase impossível elencar apenas estes filmes.

    Se você também achou que está faltando algum filme aqui, poste nos comentários e quem sabe não vira outra lista?

    Até mais e obrigado pelo comentário!

    ResponderExcluir
  2. Faltou o melhor cult da década: "blade Runner" !

    ResponderExcluir

Publicidade

http://www.tertuliaonline.com.br/
http://www.revistapacheco.com/p/contato_507.html

Destaques

A primeira vez em que eu quase morri

Uma experiência de quase morte não é algo muito fácil de esquecer, sobretudo quando se tem 16 anos. Nessa época, eu era um rapaz latino-americano, franzino e com algumas espinhas na testa. É verdade, era mais do que eu desejava, se é que alguém deseja ter espinhas. Eu era o típico adolescente: cheio de sonhos, impulsivo e medroso. Mais medroso que impulsivo, aliás.

Sobre o apego e as lembranças que escapam lentamente

O primeiro bem que meu pai me deixou, meio sem querer, foi seu aparelho de telefone celular. Não é um smartphone, não acessa a internet. A câmera fotográfica integrada tem parcos megapixels. As pessoas riem do aparelho quando são apresentadas a ele, sem saber que ali dentro, naquela caixa preta, está guardada minha pequena herança particular.

"Uma Aventura Perigosa"

Max de Castro é um funcionário público insatisfeito com trabalho e com problemas no casamento. Após uma crise de estresse em pleno expediente, incentivado por um psicanalista em um programa de entrevistas, escreve uma carta confessional, que deve ser escondida e destruída em 24 horas, mas a mesma desaparece, antes que ele pudesse fazê-lo. Começa então o inferno de Max, angustiado pela possibilidade de seus maiores segredos serem descobertos, ou por sua esposa, ou por sua cunhada, a jovem Sophia, por quem se sente fortemente atraído.

Cinema: Frances Ha

Em Frances Ha (2012), Frances (Greta Gerwig) é uma jovem nova-iorquina de 27 anos que não corresponde às expectativas idealistas de uma sociedade que exige do indivíduo o sucesso em questões profissionais e afetivas nessa fase. Ao contrário, como muitos jovens nessa idade, Frances ainda não faz ideia do que, para ela, é ser bem sucedida. O artista francês Eugène Delacroix escreveu em 'Diário' que para se chegar a segurança e maturidade do espírito é necessário passar pela sutil delicadeza da nossa sensibilidade juvenil.
As imagens postadas neste site foram retiradas da internet ou enviadas por colaboradores. Se é proprietário de alguma imagem e se sentiu ofendido, por favor, entre em contato conosco e ela será rapidamente tirada do ar.