Festival SESC Rio de Inverno, de 6 a 29 de julho de 2012. Veja a programação completa!

 Música, teatro, dança, literatura, cinema e artes visuais, em Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo, no maior programa cultural da Região Serrana

Alceu Valença, João Bosco, Moraes Moreira, Zé Renato, Casuarina, Roberto Bomtempo, Lô Borges, Nilze Carvalho, Vanessa Gerbelli, Solange Badin, Grupo Off Sina, Carroça de Mamulengos e Beatriz Milhazes são algumas das atrações do evento
O Festival SESC Rio de Inverno 2012 será realizado entre os dias 6 e 29 de julho, em Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo. Inspirada no tema “Linha do tempo – 1912 a 2012: um passeio por 100 anos da cultura brasileira”, a programação levará o público a uma viagem cultural por este período, com homenagens aos centenários de Luiz Gonzaga, Herivelto Martins, Nelson Rodrigues e Adoniran Barbosa; aos 40 anos do Clube da Esquina; um balanço da obra de Elis Regina (que se foi há 30 anos), entre outras. Nos palcos do SESC Quitandinha, do SESC Teresópolis e do SESC Nova Friburgo, para cantar e contar os melhores momentos de nossa produção cultural no período temático, além de apresentar novidades e lançamentos, estarão grandes nomes do cenário artístico nacional, como Alceu Valença, João Bosco, Moraes Moreira, Zé Renato, Nilze Carvalho, Maria Alcina, grupo Casuarina, Roberto Bomtempo, Lô Borges, Vanessa Gerbelli, Solange Badin, Beatriz Milhazes, Grupo Off Sina, Carroça de Mamulengos entre outros.
Em sua 11ª edição, o Festival SESC Rio de Inverno vai levar à Região Serrana um leque variado de atrações em música, teatro, dança, literatura, cinema, artes visuais e oficinas, oferecendo ao associado SESC Rio e ao público em geral um programa que agrega qualidade e conhecimento, para aquecer a estação mais fria da Serra com cultura e diversão. Serão mais de 120 atrações e 245 apresentações, além de oficinas. Mais da metade da programação é gratuita, incluindo palestras, encontros literários, ‘Tamanho família’ (aos domingos), Encontro de Dança (Nova Friburgo), atrações locais, cinema, programação infantil e de rua. Os demais espetáculos têm ingressos a preços populares: R$ 4 para associados SESC Rio, R$ 8 a meia entrada e R$ 16 a inteira. As atividades serão realizadas no SESC Quitandinha, SESC Teresópolis, SESC Nova Friburgo, Praça da Liberdade (Petrópolis), Praça do Suspiro e Praça Getúlio Vargas (Nova Friburgo), Praça Santa Teresa e Feirinha do Alto (Teresópolis), entre outros. O evento tem apoio das prefeituras de Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo.
Com 18 dias de duração, o maior evento cultural do interior do estado traça um panorama da produção artística brasileira, abrindo espaço para nomes consagrados e novos talentos, com destaque para a programação batizada de “Tamanho família”, sempre aos domingos, de graça, com atrações – como o nome já indica – para se assistir em família. Outra novidade é o circuito entre os municípios que as atrações locais farão: por exemplo, um grupo de Teresópolis pode se apresentar em Nova Friburgo; o de Petrópolis em Teresópolis e assim sucessivamente.
 – Buscando registrar e homenagear artistas que deixaram um legado para a história cultural do país, a 11ª edição do Festival SESC Rio de Inverno irá proporcionar ao comerciário, seus dependentes e comunidade, a um preço acessível ou gratuitamente, o acesso a manifestações artísticas e culturais de qualidade, através de uma visão não didática da movimentação cultural do último século, contribuindo para o melhor entendimento do nosso mundo. Um mundo cujas fronteiras culturais estão em estado permanente de redefinição. Artistas de diversas regiões do país, incluindo os artistas da própria região serrana, participarão do festival que contempla todas as linguagens artísticas – comenta a gerente de cultura do SESC Rio, Tatyana Paiva.
O Festival SESC Rio completa 11 anos antenado com as novas práticas e mantém seu compromisso com o meio ambiente – pela terceira vez consecutiva recebe o selo Carbon Free, por compensar as emissões de CO2 decorrentes da realização do evento. Para isto, vai promover o plantio de árvores nativas da Mata Atlântica. A certificação é da Iniciativa Verde, Organização da Sociedade Civil de Interesse Público precursora na criação do programa ‘verde’. As mudas serão plantadas em áreas de proteção ambiental degradadas do Estado do Rio de Janeiro.
- 2012 é um ano de muitas efemérides. Centenário do nascimento de Nelson Rodrigues, de Jorge Amado, de Luiz Gonzaga. Só esses três brasileiros já dariam para contar uma grande história. Mas 2012 também registra 90 anos da Semana de Arte Moderna, 10 anos sem Mario Lago, 30 sem Elis Regina. E Paulo Gracindo, Herivelto Martins e tantos outros brasileiros ilustres, que deixaram legados preciosos no teatro, na literatura, na música, nas artes visuais neste último século. E que, ao deixar esta incalculável herança artística ao povo brasileiro sobrevivem a datas ou tempos, pois lançam sementes cujos frutos fazem a cultura se movimentar – ressalta a coordenadora da programação, Bia Radunski.
Veja abaixo os destaques da programação nas cidades.
Música
O Festival começa com um supershow em Petrópolis, embalado pela energia de Alceu Valença, que certamente levará o público a cantar com ele, numa dobradinha de mil vozes, sucessos inesquecíveis do mestre Luiz Gonzaga como “Asa Branca”, “Assum Preto”, entre outros. “A lua e eu” faz sua estreia do Rio depois de passar por São Paulo e pelo São João do nordeste. O show também se repete em Teresópolis e Nova Friburgo no primeiro fim de semana do Festival. Gonzagão, no ano de seu centenário, inspira também as aberturas de Teresópolis e Nova Friburgo, com os shows, respectivamente, de Maria Alcina e da Banda de Pífanos de Caruaru com participação de Castanha e Caju. Ainda no set de música, ao longo do festival, Paula Santoro convida Lô Borges ao palco para uma celebração dupla: 30 Anos Sem Elis e 40 Anos do Clube da Esquina. Seguindo com as homenagens, os 100 anos de Herivelto são tocados pelo Grupo Casuarina com Moyseis Marques e Nilze Carvalho, entre outras atrações. Fechando com chave de ouro, João Bosco celebra seus 40 anos de carreira no Sesc Quitandinha.
Teatro
No teatro, o centenário de Nelson Rodrigues é lembrado com as montagens de “O beijo no asfalto”, com Roberto Bomtempo, “Toda nudez será castigada”, com o grupo Armazém, e com a remontagem de “O casamento”, histórica produção do grupo F. Privilegiados. A disputa entre as mais famosas artistas do rádio Emilinha e Marlene é recriada no musical que leva o nome das duas.
Dança
Adoniran Barbosa, que também completaria 100 anos, é dançado pelo Ballet Stagium, de São Paulo, no espetáculo “Adoniran”. Com o espetáculo “Arquitetura do samba”, a diretora e coreógrafa Andrea Jabor completa a terceira parte da trilogia dedicada ao samba sob o olhar da dança contemporânea. De Belo Horizonte vem o espetáculo teatral que mostra o universo da dança a dois, “Dos Gardênias Social Club”, com a UMA Companhia. O público infantil é contemplado na dança com “Tudo que não invento é falso”, criação da bailarina Paula Maracajá inspirada no livro “Memórias inventadas: as infâncias de Manoel de Barros”.
Em Nova Friburgo, a dança ganha destaque no Festival SESC Rio de Inverno com a realização, na semana de 12 a 15 de julho, do 24º Encontro SESC de Dança na unidade. Cerca de 20 mil pessoas já assistiram aos espetáculos e participaram das oficinas e debates ao longo desses 24 anos.
Artes visuais
Nas artes visuais, Beatriz Milhazes inaugura mostra inédita no SESC Quitandinha. O SESC Teresópolis recebe serigrafias de Carybé, enquanto que a galeria do SESC Nova Friburgo abriga “Jorge Amado em caricaturas”. Sua obra será objeto de um encontro literário com o premiado autor Antonio Torres e mediação de Clarisse Fukelman. Outros encontros literários estão previstos: Manifestos Contemporâneos, que discute o Movimento Modernista e seus desdobramentos, e Mediações Literárias, que fala sobre os processos de mediação envolvidos na produção, fruição, e difusão das obras literárias.
Literatura, oficinas e palestras
Para fazer uma reflexão sobre o que se passou nesse último século na cultura brasileira, a jornalista, escritora e atriz Bianca Ramoneda conversa com Paulo Lins e Arthur Dapieve. O tema? Cultura em Movimento.  Este é apenas um dos muitos encontros literário que vão agitar a programação. Além disso, são oferecidas 27 oficinas em todas as linguagens, para adultos e crianças e jovens, que se repetem nas três cidades. São aulas teóricas e práticas de teatro, dança, música, artes visuais, literatura e audiovisual.
Tamanho Família e infantil
A programação conta com 10 espetáculos infantis, sendo dois de dança, com 22 apresentações e ainda contação de histórias em todas as unidades. Isso sem falar em uma programação especial todos os domingos, para curtir entre pais e filhos – Tamanho Família traz música e teatro.
PROGRAMAÇÃO COMPLETA - FESTIVAL SESC RIO 2012
Palestras, encontros literários, ‘Tamanho família’ (aos domingos), Encontro de Dança (Nova Friburgo), atrações locais, cinema, programação infantil e de rua são gratuitos. Shows, espetáculos teatrais e de dança têm ingressos a preços populares: R$ 4 (associado SESC Rio), R$ 8 (estudantes e idosos) e R$ 16 (inteira).
MÚSICA
LUA E EU - ALCEU VALENÇA CANTA LUIZ GONZAGA
6/7 - sexta-feira - Petrópolis - SESC Quitandinha - Teatro - 20h
7/7 - sábado - Teresópolis - SESC Teresópolis - Quadra - 21h
8/7 - domingo - Nova Friburgo - SESC Teresópolis - Quadra - 18h
Comemorando 40 anos de carreira, Alceu Valença apresenta um repertório que destaca sucessos de sua trajetória, como “Morena tropicana”, “Anunciação”, “Cavalo de pau”, “Pelas ruas que andei”, “Belle du jour”, “Táxi lunar”, “Estação da Luz”, “Como dois animais”, “Coração bobo” e “Na primeira manhã”.
Classificação etária: livre
Ingressos: R$ 4 (associado SESC Rio), R$ 8 (estudantes e idosos) e R$ 16 (inteira)
MARIA ALCINA - 100 ANOS DO REI DO BAIÃO
6/7 - sexta-feira - Teresópolis - SESC Teresópolis - Quadra - 20h
O show “100 anos do Rei do Baião”, com Maria Alcina, começou a viajar todo Brasil. “Temos agenda até dezembro de 2012 em várias partes do país. Conseguimos uma sonoridade singular com violão, bateria/percussão e acordeon. Os arranjos são de Olívio Filho, direção musical e acordeonista do show. A obra de Gonzagão é mágica!”, diz a cantora.
Classificação etária: livre
Ingressos: R$ 4 (associado SESC Rio), R$ 8 (estudantes e idosos) e R$ 16 (inteira)
BANDA DE PÍFANOS DE CARUARU – COM CASTANHA E CAJU - 100 ANOS GONZAGÃO
6/7 - sexta-feira - Nova Friburgo - SESC Teresópolis - Quadra – 20h
7/7 - sábado - Petrópolis - SESC Quitandinha - Café concerto - 22h30
Sonoridade única composta por pífanos e percussão, símbolo da preservação da cultura nordestina, está há 74 anos em atividade e é o grupo de música popular mais antigo do país.
Classificação etária: Livre
Ingressos: R$ 4 (associado SESC Rio), R$ 8 (estudantes e idosos) e R$ 16 (inteira)
ENCONTRO BRASILEIRO DE ACORDEON
7/7 – sábado - Nova Friburgo – SESC Nova Friburgo – Quadra – 21h
8/7 – domingo – Petrópolis – SESC Quitandinha – Teatro – 18h
No palco, grandes nomes do acordeon brasileiro em acordes atuais desse instrumento versátil, marcam sua presença nos vários gêneros musicais: samba, choro, forró, baião, jazz, bossa, canção. São eles Luciano Maia, Lulinha alencar e Toninho Ferragutti no acordeon, e ainda Carlinhos Noronha (contrabaixo), Cleber Almeida (bateria) e Arismar do Espírito Santo, que além da direção musical toca guitarra.
Classificação etária: Livre
Ingressos: R$ 4 (associado SESC Rio), R$ 8 (estudantes e idosos) e R$ 16 (inteira)
MORAES MOREIRA – ACABOU CHORARE 40 ANOS
19/7 – quinta-feira – Petrópolis – SESC Quitandinha – Teatro – 21h
20/7 – sexta-feira – Teresópolis – SESC Teresópolis – Quadra – 21h
Nova Friburgo | 21/7, sab | SESC Nova Friburgo – Quadra | 21h
Considerado um dos álbuns mais significativos da história da música brasileira, lançado em 1972, o álbum "Acabou Chorare" faz 40 anos. Os clássicos “Preta Pretinha”, "Mistério do Planeta", "A Menina Dança", "Tinindo Trincando“, entre outras, serão apresentados nesse show com os arranjos original. Moraes Moreira toca acompanhado de Antonio Pires (voz e violão), Nilton dos Santos (bateria), Marcos Moletta (guitarra), Augusto Albuquerque (baixo), Givalde dos Santos (percussão)
Classificação etária: Livre
Ingressos: R$ 4 (associado SESC Rio), R$ 8 (estudantes e idosos) e R$ 16 (inteira)
TEMPO DE MENINO - PEDRO LUIS COM PARTICIPAÇÃO ESPECIAL DE FERNANDA ABREU
19/7 – quinta-feira – Nova Friburgo – SESC Nova Friburgo – Quadraa – 21h
Carioca, cantor e compositor da banda Pedro Luís e A Parede e um dos fundadores do Monobloco, Pedro Luís apresentará seu primeiro disco solo: Tempo de Menino (MPB Produções e Universal). São 13 músicas de diversos ritmos e gêneros. O show terá participação especial de Fernanda Abreu, e Pedro é acompanhado por Leo Saad (guitarra), Marcelo Vig (bateria) e Guila (baixo).
Classificação etária: Livre
Ingressos: R$ 4 (associado SESC Rio), R$ 8 (estudantes e idosos) e R$ 16 (inteira)
PAULA SANTORO E TRIO CONVIDAM LÔ BORGES – 30 ANOS SEM ELIS – 40 ANOS CLUBE DA ESQUINA
26/7 - quinta-feira - Teresópolis - SESC Teresópolis - Quadra - 21h
27/7 - sexta-feira - Nova Friburgo - SESC Nova Friburgo - Quadra - 21h
Homenagem a Elis Regina, considerada uma das maiores cantoras brasileiras de todos os tempos, que lançou uma série de compositores, muitos deles mineiros, como Milton Nascimento, João Bosco, Lô Borges, Ronaldo Bastos e Fernando Brant.
Classificação etária: livre
Ingressos: R$ 4 (associado SESC Rio), R$ 8 (estudantes e idosos) e R$ 16 (inteira)
GRUPO CASUARINA CONVIDA MOYSEIS MARQUES E NILZE CARVALHO – 100 ANOS HERIVELTO
27/7 - sexta-feira - Teresópolis - SESC Teresópolis - Quadra - 21h
28/7 - domingo - Petrópolis - SESC Quitandinha - Café Concerto - 19h
O Casuarina presta homenagem a um dos mais importantes artistas brasileiros, cantando um pouco de sua trajetória no mundo do samba. O show tem participação de Moyseis Marques, que, além de ter bastante afinidade com o repertório de Herivelto, é um dos grandes representantes da nova geração do samba brasileiro, e da cantora, instrumentista e compositora Nilze Carvalho.
Classificação etária: livre
Ingressos: R$ 4 (associado SESC Rio), R$ 8 (estudantes e idosos) e R$ 16 (inteira)
CYRK - O CIRCO MUSICAL DO TRIO QUINTINA
18/7 – quarta-feira – Teresópolis –  SESC Teresópolis - Teatro - 20h
19/7 – quinta-feira – Nova Friburgo – SESC Nova Friburgo - Teatro – 19h
20/7 – sexta-feira – Petrópolis – SESC Quitandinha – Café Concerto – 19h
Um homem banda, uma cabeça de balão e um mágico especialista em levitação estão em cena, juntos em Cyrk, palavra que significa “circo” em polonês, e que nomeia este espetáculo eclético, de misturas, que aborda a música de forma lúdica. O repertório inclui, em sua maior parte, canções próprias e inéditas compostas para este trabalho e, também, obras consagradas da MPB. Com Gabriel Schwartz (flauta, flautim, sax sopranino, bateria, voz), Gustavo Schwartz (guitarra, cavaco, bateria, pandeiro, voz) e Fabiano Silveira, o Tiziu (violão de sete cordas, voz), João Gomes (baixo acústico) e o performer circense Yamba Daher / Direção cênica: Marcio Abreu 
Classificação etária: Livre
Ingressos: R$ 4 (associado SESC Rio), R$ 8 (estudantes e idosos) e R$ 16 (inteira)
CANTO SAGRADO - FABIANA COZZA CONVIDA WILSON MOREIRA
12/7 – quinta-feira – SESC Quitandinha – Café Concerto – 21h
13/7 – sexta-feira – Teresópolis – SESC Teresópolis – Quadra – 19h 
O momento do samba no Festival. Vencedora do Prêmio da Música Brasileira 2012 como “Melhor cantora de Samba”, Fabiana Cozza homenageia a sambista Clara Nunes em show com a participação especial de Wilson Moreira. André Santos (baixo), Douglas Alonso (percussão), Henrique Araújo (cavaco e bandolim) e Lula Gama (violão 7 cordas) são os músicos que acompanham a cantora.
Classificação etária: Livre
Ingressos: R$ 4 (associado SESC Rio), R$ 8 (estudantes e idosos) e R$ 16 (inteira)
TRIBO DE GONZAGA
14/7 – sábado – Petrópolis – SESC Quitandinha – Café concerto - 22h30
26/7 – quinta-feira – Nova Friburgo – SESC Nova Friburgo – Palco das Artes – 18h
28/7 – sábado – Teresópolis – SESC Teresópolis – SESC Café - 19h
Tribo de Gonzaga é uma banda de Petrópolis com trabalho autoral baseado na música de raízes nordestinas, mas com razoáveis pitadas de Rock e de Pop. O nome é uma homenagem a Luiz Gonzaga Sua formação básica inclui vozes, violão, flauta, sax, triângulo, zabumba, viola caipira, cavaquinho e baixo elétrico. A base do repertório do show que será apresentado no Festival de Inverno do SESC Rio está no seu álbum, Venha Ver o Sol e em clássicos imortalizados por Luiz Gonzaga.  Tribo de Gonzaga é formada por Gabriel Tauk (baixo e voz), Guido Martini (voz triângulo), Guido Martini (Voz e violão), Guto Menezes (cavaco e viola), Anderson Maia (percussão) e Alexandre Pereira (zabumba).
Classificação etária: Livre
Grátis
NÓ CEGO
7/7 – sábado – Teresópolis – SESC Teresópolis - SESC Café – 18h
O trio Nó Cego foi formado em São Pedro da Serra em 1998 e já realizou quase 1000 shows, conquistando grande público. Seu repertório de MPB agrada públicos variados, viabilizando apresentações ao lado de grandes nomes da música brasileira. Com Reinaldo Queiroz, Rodrigo Garcia e Júlia Vargas.
Classificação etária: Livre
Grátis
VIVA RAIZ - LUHLI
19/7 – quinta-feira – Teresópolis – SESC Teresópolis – SESC Café – 19h
26/7 – quinta-feira – Petrópolis – SESC Quitandinha –  Café concerto – 19h
O Show Viva Raiz celebra o encontro da maturidade artística da cantora, compositora e instrumentista Luhli com a competência da percussionista internacional Flávia Torga. O repertório de 15 músicas se nutre nas raízes brasileiras para criar um som universal.
Classificação etária: Livre
Grátis
RONALDO DIAMANTE QUARTETO
7/7 – sábado – Nova Friburgo – SESC Nova Friburgo – Teatro – 19h
11/7 – quarta-feira – Petrópolis – SESC Quitandinha – Café concerto – 19h
O Quarteto Daniel Garcia/Ronaldo Diamante é o resultado de uma forte afinidade musical, criada ao longo de anos de convivência e amadurecimento, tanto pessoal quanto artístico. Os dois, mais piano e bateria, tocam desde composições originais, presentes nos discos solo dos líderes, até standards de Jazz, Choros, Sambas, Música de Vanguarda valorizando a improvisação e o prazer de tocar.
Classificação etária: livre
Grátis
CLUBE DO BALANÇO
20/7 – sexta-feira – Nova Friburgo – SESC Nova Friburgo – Quadra – 21h
21/7 – sábado – Petrópolis – SESC Quitandinha – Café Concerto – 22h30
O Clube do Balanço é um conjunto musical paulistano de samba rock.  Formada apenas para uma festa, a banda já tem 12 anos, incontáveis shows pelo Brasil, 3 discos gravados e já se apresentou em diversos países. O grupo é formado por Marco Mattoli, (guitarra e voz), Edu Salmaso (baterista), Fred Prince (percussionista), Fumaça (percussionista), Tiquinho (trombonista), Marcelo Maita (tecladista) e Gringo Pirrongeli (baixista), Reginaldo Gomes (trompete) e Tereza Gama (voz).
Classificação etária: Livre
Ingressos: R$ 4 (associado SESC Rio), R$ 8 (estudantes e idosos) e R$ 16 (inteira)
DANIEL GONZAGA – CENTENÁRIO GONZAGÃO
11/7 – quarta-feira – Teresópolis – SESC Teresópolis – SESC Café – 20h
No ano de centenário de Gonzagão, seu neto, Daniel Gonzaga, cantor, compositor e produtor musical faz uma justa homenagem ao avô. O formato da sanfona à frente dos demais instrumentos é um justo reconhecimento, feito principalmente à genialidade musical de Gonzagão. É como se todos os demais instrumentos reverenciassem a sanfona. Com Daniel Gonzaga (Voz e Guitarra), Christiano Galvão (Bateria), Marcos Maia (Baixo) e Rafael Elias do Nascimento (Sanfona).
Classificação etária: Livre
Ingressos: R$ 4 (associado SESC Rio), R$ 8 (estudantes e idosos) e R$ 16 (inteira)
NAS ÁGUAS DO LAGO
14/7 – sábado – Teresópolis – SESC Teresópolis - SESC Café – 18h
18/7 – quarta-feira – Nova Friburgo – SESC Friburgo – Palco das Artes –  21h
Num clima de roda de samba, o show apresenta 32 sambas de Mário Lago, além de poemas e "causos" do autor, mostrados por Mario Lago Filho, também roteirista e diretor geral do espetáculo. O show conta com a participação de Luíza Dionízio e do grupo Tempero Carioca, revelações da nova geração do samba da Lapa.
Classificação etária: Livre
Ingressos: R$ 4 (associado SESC Rio), R$ 8 (estudantes e idosos) e R$ 16 (inteira)
ARRIGO BARNABÉ CANTA LUPICINIO RODRIGUES
27/7 – sexta-feira – Petrópolis – SESC Quitandinha – Café concerto – 22h30
28/7 – sábado – Teresópolis – SESC Teresópolis – quadra – 21h
O músico e compositor Arrigo Barnabé apresenta interpretação original e afetiva da obra de Lupicínio Rodrigues, o pai da "dor de cotovelo". Ao lado de Paulo Braga ao piano e Sergio Espíndola, violão e baixolão, Arrigo canta 18 canções de Lupicínio norteado pela raiva e a angústia inerentes às canções do compositor.
Classificação etária: 14 anos
Ingressos: R$ 4 (associado SESC Rio), R$ 8 (estudantes e idosos) e R$ 16 (inteira)
MARCIO GOMES CANTA FRANCISCO ALVES
27/7 – sexta-feira – Teresópolis – SESC Teresópolis – SESC Café – 18h
O jovem cantos Mercio Gomes homenageia o Rei da Voz com clássicos como Nervos de aço; Serra da boa esperança; Eu sonhei que tu estavas tão linda; Boa noite, amor; Despedida de Mangueira; Canta Brasil, além de diversos sambas e marchas de carnaval.
Classificação etária: Livre
Ingressos: R$ 4 (associado SESC Rio), R$ 8 (estudantes e idosos) e R$ 16 (inteira)
ORQUESTRA LEVIANA
28/7 – sábado – Nova Friburgo – SESC Nova Friburgo – quadra – 21h
Esta “pequena orquestra de gafieira tem repertório que traduz fielmente a qualidade e diversificação da música popular brasileira, indo de Tom Jobim a Pixinguinha, passando por composições próprias e de autores contemporâneos. A orquestra toca música para cantar e dançar, e é composta por Muiza Adnet (voz), Diego Terra (sax alto e flauta), Denize Rodrigues (sax tenor e flauta), Leandro Soares (trompete), Fernando Jovem (trombone), Ítalo Simão (guitarra), Lucas Porto (violão sete cordas), Pedro Aune (contrabaixo) e Gabriel Guenther (bateria).
Classificação etária: Livre
Ingressos: R$ 4 (associado SESC Rio), R$ 8 (estudantes e idosos) e R$ 16 (inteira)
JOÃO BOSCO – 40 ANOS DE CARREIRA
28/7 – sábado – Petrópolis – SESC Quitandinha – Teatro – 21h
Ousado como sempre, João Bosco, o artista interpreta canções de seus ídolos, traz à tona canções que andavam meio esquecidas e dá novas roupagens para alguns poucos clássicos.
Classificação etária: Livre
Ingressos: R$ 4 (associado SESC Rio), R$ 8 (estudantes e idosos) e R$ 16 (inteira).
  
TEATRO
O BEIJO NO ASFALTO - 100 ANOS NELSON RODRIGUES
25/7 - quarta-feira - Teresópolis - SESC Teresópolis - Teatro - 20h
27/7 - sexta-feira - Nova Friburgo - SESC Nova Friburgo - Teatro - 20h
“O beijo no asfalto” foi inspirado na história real de um repórter que foi atropelado e, antes de morrer, pediu um beijo a uma jovem que tentava socorrê-lo. Na história de Nelson Rodrigues, o personagem pede um beijo ao jovem Arandir. Um jornal publica o fato de maneira sensacionalista, causando transtornos na vida do rapaz.
Classificação etária: 16 anos
Ingressos: R$ 4 (associado SESC Rio), R$ 8 (estudantes e idosos) e R$ 16 (inteira)
AMOR CONFESSO
19/7 – quinta-feira – Petrópolis – SESC Quitandinha – Café Concerto – 19h
25/7 – quarta-feira – Friburgo – Teatro – 19h
Um casal, prestes a casar, resolve celebrar a união montando uma peça com os contos de amor de Arthur Azevedo. São eles: “Como o Diabo as Arma!”, “Vingança”, “Sabina”, “Toc Toc Toc”, “A Melhor Amiga”, “Incêndio no Polytheama”, “A Ama-Seca” e “Uma aposta”. Mas as histórias bem humoradas do autor os surpreendem ao apresentar tramas cheias de traição, desilusões amorosas e sem o esperado final feliz. Agora eles estão no palco, horas antes da cerimônia do seu casamento, dividindo com o público a dúvida: “Vale a pena casar?!”. De Arthur Azevedo, Direção de Inez Vianna. Elenco: Claudia Ventura, Alexandre Dantas e o pianista Roberto Bahal.
Classificação etária: 10 anos
Ingressos: R$ 4 (associado SESC Rio), R$ 8 (estudantes e idosos) e R$ 16 (inteira)
A TECELÃ
11/7 – quarta-feira – Teresópolis – SESC Teresópolis – Teatro - 19h
12/7 – quinta-feira – Petrópolis – SESC Quitandinha – Salão de Convenções – 20h
A tecelã” é um espetáculo de teatro de animação adaptado do conto “A moça tecelã”, de Marina Colassanti. A peça, da Cia. Caixa do Elefante, inclui, além da interpretação dos atores, a manipulação de bonecos e a interação com vídeos. Uma tecelã que tece um mundo novo para si, onde há um príncipe, por quem ela se apaixona.
Direção de encenação, dramaturgia e concepção estética: Paulo Balardim. / Elenco: Carolina Garcia, Valquíria Cardoso e Viviana Schames.
Classificação etária: 12 anos
Ingressos: R$ 4 (associado SESC Rio), R$ 8 (estudantes e idosos) e R$ 16 (inteira)
CANASTRÕES
7/7 – sábado – Petrópolis – SESC Quitandinha – Teatro – 21h
13/7 – sexta-feira – Teresópolis – SESC Teresópolis - Teatro - 21h
21/7 – sábado – Nova Friburgo – SESC Nova Friburgo - Teatro - 19h
A peça é uma homenagem a Paulo Gracindo que, este ano, completaria 100 anos. Nesse tempo que viveu ele deixou uma grande herança, um “Canastro” repleto de memórias e personagens inesquecíveis. A história que se repete de pai para filho: seu filho, o ator Gracindo Junior, reuniu-se com seus filhos, Gabriel Gracindo e Pedro Gracindo, nessa vontade de homenagear o patriarca e falar sobre esse ofício. Texto e encenação: Moncho Rodrigues / com Gracindo Junior, Gabriel Gracindo e Pedro Gracindo
Classificação etária: 12 anos
Ingressos: R$ 4 (associado SESC Rio), R$ 8 (estudantes e idosos) e R$ 16 (inteira)
O CASAMENTO - 100 ANOS NELSON RODRIGUES
19/7 - quinta-feira - Teresópolis - SESC Teresópolis - Teatro - 20h
20/7 - sexta-feira - Petrópolis - SESC Quitandinha - Teatro - 21h
Para celebrar o centenário de Nelson Rodrigues, o grupo Fodidos Privilegiados volta com uma remontagem do texto, encenado pela primeira vez em 1997, mantendo o elenco original. A peça conta a história de Dr. Sabino, um rico empresário, que descobre na véspera do casamento da filha que seu futuro genro é homossexual.
Classificação etária: 16 anos
Ingressos: R$ 4 (associado SESC Rio), R$ 8 (estudantes e idosos) e R$ 16 (inteira)
TODA NUDEZ SERÁ CASTIGADA - GRUPO ARMAZÉM - 100 ANOS NELSON RODRIGUES
25/7 - quarta-feira - Petrópolis - SESC Quitandinha - Teatro - 20h
A peça conta a história de amor do viúvo Herculano e da prostituta Geni, que se apaixona pelo enteado - um jovem de dezoito anos que nutre uma obsessão pela mãe morta. Antes do seu irmão Patrício lhe apresentar Geni, Herculano havia tentado suicídio e se enclausurado em casa com as três tias, o irmão Patrício e o filho, por causa da morte da mulher devido a um câncer no seio. A partir disso, a história complicada e obsessiva vai aos poucos se "desnudando" para o público.
Classificação etária: 16 anos
Ingressos: R$ 4 (associado SESC Rio), R$ 8 (estudantes e idosos) e R$ 16 (inteira)
QUEBRA OSSOS
12/7 - quinta-feira - Teresópolis - SESC Teresópolis – Teatro – 19h
20/7 - sexta-feira - Nova Friburgo - SESC Nova Friburgo - Teatro - 19h
João é um homem mediano, sem muitas pretensões, que guarda a sete chaves sua dupla personalidade.  Augusto está em crise com a sua própria identidade. Maria é uma mulher culpada por um segredo do passado que não lhe deixa seguir em frente. Os três estão à beira da mudança, lutando para largar seus medos e mergulhar numa transformação, seja qual for. Este é o primeiro espetáculo da Múltipla Companhia Teatral.
Texto: Julia Spadaccini/ direção: Alexandre Mello / com Cirillo Luna, Rodrigo Turazzi e Patricia Elizardo
Classificação etária: 12 anos
Ingressos: R$ 4 (associado SESC Rio), R$ 8 (estudantes e idosos) e R$ 16 (inteira)
OS MAMUTES
20/07 - sexta-feira - Teresópolis - SESC Teresópolis - Teatro - 19h
26/7 - quinta-feira - Nova Friburgo - SESC Nova Friburgo - Teatro - 20h
Com um humor ácido, a peça é narrada por Isadora (Débora Lamm), uma garota perversa e extremamente inteligente que, trancada em seu quarto, inventa uma história – a história de Leon (Diogo Camargos): um rapaz ingênuo, honesto, que vive com a avó doente e precisa conseguir um emprego.
Classificação etária: 12 anos
Ingressos: R$ 4 (associado SESC Rio), R$ 8 (estudantes e idosos) e R$ 16 (inteira)
O AMOR DE CLOTILDE POR UM CERTO LEANDRO DANTAS
14/7 - sábado - Teresópolis - SESC Teresópolis - Teatro - 18h
A Emparedada da Rua Nova, principal obra do escritor pernambucano Carneiro Vilela, é o mote do segundo espetáculo da Trupe Ensaia Aqui e Acolá. O romance relata a história de Clotilde, emparedada viva pelo pai, o comerciante Jaime Favais, como castigo por engravidar do galante Leandro Dantas. Esta apresentação faz parte da 15ª edição do Palco Giratório, projeto do SESC que leva espetáculos de diversos Estados a unidades de todo o Brasil.
Texto/adaptação: Trupe Ensaia Aqui e Acolá. Encenação: Jorge de Paula. Direção de atores: Ceronha Pontes. Elenco: Andrá Rosa, Andrea Veruska, Iara Campos, Jorge de Paula, Marcelo Oliveira e Tatto Medinni.
Classificação etária: 12 anos
Grátis
GALANGA, CHICO REI
21/7 – sábado – Petrópolis – SESC Quitandinha – Teatro – 21h
O espetáculo traça um panorama da fabulosa história da vida de Chico, rei de uma tribo do Congo que é trazido como escravo para o Brasil e torna-se herói. Na peça usa-se a congada - bailado dramático tradicional em vários estados brasileiros.
Texto e música: Paulo César Pinheiro / Direção e cenário: João das Neves / Direção musical: Titane / com  Maurício Tizumba, Alysson Salvador, Bia Nogueira, Denilson Tourinho, Evandro Passos, Everton Coroné, Felipe Gomes, Kátia Araccelle, Lucas Costa, Maíra Baldaia e Rodrigo Jerônimo. 
Classificação etária: Livre
Ingressos: R$ 4 (associado SESC Rio), R$ 8 (estudantes e idosos) e R$ 16 (inteira)
NA ROTINA DOS BARES
18/7 – quarta-feira – Petrópolis – SESC Quitandinha – Teatro - 20h
Espaço de criação, de reflexão e encontro, os bares do Rio Antigo reuniam personagens de primeira grandeza de nossa música e cultura. Noel Rosa, Ary Barroso, Antonio Maria, Tom Jobim, Vinicius de Moraes, Dolores Duran, Cartola, Zé Keti, Aracy de Almeida são alguns dos personagens que participam e fazem a história deste espetáculo, que percorre a boemia carioca e desvenda as canções e os extraordinários causos de uma época de ouro da Cidade Maravilhosa. Direção: Ana Paula Abreu. Texto: Marcos França. Elenco: Antonio Pedro Borges, Édio Nunes, Sheila Matos e Letícia Medella
Classificação etária: 12 anos
Ingressos: R$ 4 (associado SESC Rio), R$ 8 (estudantes e idosos) e R$ 16 (inteira)
ZÉ KETI, A VOZ DO MORRO
12/7 – quinta-feira – Teresópolis – SESC Teresópolis – quadra – 20h
26/7 – quinta-feira – Nova Friburgo – SESC Friburgo – quadra – 21h
O espetáculo mostra a trajetória de vida e obra de José Flores de Jesus, ou Zé Keti. Para tal reúne não só suas músicas mais conhecidas (A Voz do Morro, Máscara negra, Diz que fui por aí, Malvadeza Durão,etc.), como outras quase esquecidas  (Acender as velas, Leviana, Meu Pecado) em um total de 26 músicas, com banda ao vivo, entremeadas com episódios cômicos da vida do artista.
Texto e roteiro: Maria Helena Kuhner / Direção Artística: Sérgio Fonta / Direção Musical: Luizinho Croset / com Sergio Menezes, Aldo Perrota, Sanny Alves / Músicos: Luizinho Croset (cavaquinho), Eric Dalles (violão de 7 cordas), Carol d’ávila (flauta e sax), Juninho (percussão e canto), Di Lutgardes (percussão).
Classificação etária: Livre
Ingressos: R$ 4 (associado SESC Rio), R$ 8 (estudantes e idosos) e R$ 16 (inteira)
MUSICAL
EMILINHA E MARLENE – AS RAINHAS DO RÁDIO
27/7 - sexta-feira - Petrópolis - SESC Quitandinha - Teatro - 20h
A peça conta a trajetória artística de duas das maiores personalidades da música brasileira, a partir de 1949, quando a então novata Marlene supera a favorita Emilinha Borba no concurso RAINHA DO RÁDIO. A vitória era absolutamente inesperada e inaugurou a histórica rivalidade entre as duas cantoras e seus fãs-clubes. Como pano de fundo, seis décadas da história do Brasil e a ascensão de um importante e pioneiro veículo de comunicação de massa do século XX – o rádio – e seu maior expoente no país, a lendária Rádio Nacional. Com quase 50 canções executadas ao vivo, o musical revisita os sucessos, as dificuldades e as vidas pessoais de Emilinha e Marlene.
De Thereza Falcão e Julio Fischer / Direção: Antonio de Bonis  / Com Solange Badin como Marlene e Stella Maria Rodrigues como Emilinha, Angela Rebello, Andrea Dantas, Anderson Muller, Cristina Abdalla, Antonio de Bonis, Ettore Zuim, Mona Vilardo, Lenita Lopez e Cilene Guedes / Direção Musical: Marcelo Alonso Neves / Músicos: Cristina Bhering (piano),  Affonso Neto (bateria), Clay Protásio (baixo), Wanderson Cunha (trombone), Gilson Santos (trumpete) e Gabriel Gabriel (saxofone).
Classificação etária: livre
Ingressos: R$ 4 (associado SESC Rio), R$ 8 (estudantes e idosos) e R$ 16 (inteira)
DANÇA
ADONIRAN - BALLET STAGIUM
12/7 - quinta-feira - Nova Friburgo - SESC Nova Friburgo - Quadra - 20h – Encontro de Dança - Grátis
14/7 - sábado - Petrópolis - SESC Quitandinha – Teatro - 20h
Ingressos: R$ 4 (associado SESC Rio), R$ 8 (estudantes e idosos) e R$ 16 (inteira)
No centenário de nascimento de Adoniran Barbosa, o Ballet Stagium dança “Adoniran” homenageia o poeta paulista que, por sua obra musical, retrata a cidade de São Paulo mediante um dos fundamentos de sua formação como cidade moderna: o amálgama entre culturas.

Pacheco também é cultura!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade

http://www.tertuliaonline.com.br/
http://www.revistapacheco.com/p/contato_507.html

Destaques

A primeira vez em que eu quase morri

Uma experiência de quase morte não é algo muito fácil de esquecer, sobretudo quando se tem 16 anos. Nessa época, eu era um rapaz latino-americano, franzino e com algumas espinhas na testa. É verdade, era mais do que eu desejava, se é que alguém deseja ter espinhas. Eu era o típico adolescente: cheio de sonhos, impulsivo e medroso. Mais medroso que impulsivo, aliás.

Sobre o apego e as lembranças que escapam lentamente

O primeiro bem que meu pai me deixou, meio sem querer, foi seu aparelho de telefone celular. Não é um smartphone, não acessa a internet. A câmera fotográfica integrada tem parcos megapixels. As pessoas riem do aparelho quando são apresentadas a ele, sem saber que ali dentro, naquela caixa preta, está guardada minha pequena herança particular.

"Uma Aventura Perigosa"

Max de Castro é um funcionário público insatisfeito com trabalho e com problemas no casamento. Após uma crise de estresse em pleno expediente, incentivado por um psicanalista em um programa de entrevistas, escreve uma carta confessional, que deve ser escondida e destruída em 24 horas, mas a mesma desaparece, antes que ele pudesse fazê-lo. Começa então o inferno de Max, angustiado pela possibilidade de seus maiores segredos serem descobertos, ou por sua esposa, ou por sua cunhada, a jovem Sophia, por quem se sente fortemente atraído.

Cinema: Frances Ha

Em Frances Ha (2012), Frances (Greta Gerwig) é uma jovem nova-iorquina de 27 anos que não corresponde às expectativas idealistas de uma sociedade que exige do indivíduo o sucesso em questões profissionais e afetivas nessa fase. Ao contrário, como muitos jovens nessa idade, Frances ainda não faz ideia do que, para ela, é ser bem sucedida. O artista francês Eugène Delacroix escreveu em 'Diário' que para se chegar a segurança e maturidade do espírito é necessário passar pela sutil delicadeza da nossa sensibilidade juvenil.
As imagens postadas neste site foram retiradas da internet ou enviadas por colaboradores. Se é proprietário de alguma imagem e se sentiu ofendido, por favor, entre em contato conosco e ela será rapidamente tirada do ar.