Lançamento de um novo site de Literatura! A Irmandade

O site “A Irmandade” está sendo oficialmente lançado no dia 06/07/2011, e pretende ser mais do que simplesmente um site comum voltado à Literatura de Gêneros. Além das já tradicionais seções à publicação de contos, resenhas de livros, dicas de leitura, a proposta, em verdade, também é formar uma comunidade de pessoas que gostem da Literatura Fantástica. “A Irmandade” quer ser uma opção dinâmica, um point de encontro, entre as pessoas que gostam de escrever, ler, comentar, compartilhar opiniões, enfim, mostrar à apreciação de outros os seus contos ou projetos literários.


O grupo por trás da construção e manutenção deste novo espaço online tem história e já vinha acalentando este projeto há um bom tempo, passando por várias etapas em espaços virtuais diversos, como se poderá acompanhar na leitura de apresentação publicada na na sua própria homepage.

Algumas das pessoas envolvidas na feitura e filosofia do site têm experiências paralelas neste tipo de publicação, o que só faz enriquecer ainda mais a proposta como é o caso dos sites e blogues, Contos Fantásticos, Contos Grotescos, Mundo de Fantas, Arquivos do Barreto, Forum Câmara dos Tormentos, entre outros.

Portanto, fica aqui o convite para visitar o site, conhecer o Fórum, participar do Desafio Literário de julho. Todos os amantes da Literatura Fantástica serão muito bem vindos!

Segue o texto de apresentação do site:


Em 22 de setembro de 2006 Linx e o catarinense Rogério Silvério de Farias, dois entusiastas do gênero Terror, participavam do site Recanto das Letras, espaço online muito concorrido e voltado para os escritores amadores. Unidos pela paixão de um gênero literário pouco prestigiado no Brasil, eles decidiram criar um tópico no fórum do referido site intitulado com o sugestivo nome de "Irmandade das Sombras", apresentando a proposta de manter um espaço de publicação e interação entre autores de contos de terror que publicavam por lá.
Os primeiros escritores convidados foram Paulo Soriano e o saudoso Henry Evaristo, aderindo ao grupo, logo depois, Luciano Barreto e Well. Mas, aos poucos, outros escritores aderiram à proposta. A princípio, a confraria de escritores de terror se reunia no fórum geral do Recanto, mas graças a Linx, ela obteve uma sala virtual específica para discussão da literatura fantástica, sobretudo o terror. Embora os autores publicassem no Recanto, já em 24 de setembro de 2006, os pioneiros discutiam a possibilidade da criação de um site específico, optando-se, porém, pela criação de um blog, em razão das dificuldades técnicas que um site exigia. O blog foi logo ao ar, mas as atividades no RL continuaram.
Foi um período muito profícuo e criativo, em que surgiram excelentes textos escritos por Alexandre Cthulho, Celly Borges, Fernando Ferric, Henry Evaristo, Hell (novo nome de Well), Leonardo Nunes, Mauren Guedes Müller, Obed de Faria Jr., Luciano Barreto, Jurandir Araguaia, Paulo Soriano (mais conhecido como o Barão Soriano), Rogério Silvério de Farias e Victória Magna.
A idéia de publicação de uma coletânea surgiu no mesmo ano de criação, mas somente veio a se realizar em 2008, reunindo contos de diversos autores participantes da IS. Foi criada, também, a IS Magazine, revista literária virtual com ênfase no terror e no sobrenatural, que teve cinco edições, circulando entre fevereiro e agosto de 2008, dirigida por Paulo Soriano e editada por Luiz Poleto e Márcio Renato Bordin. No início do mesmo ano se aventou a 1ª possibilidade real da construção do site, tanto que Luciano Barreto chegou a lançar um protótipo, mas o projeto não seguiu em frente.
Como é comum em todas as esferas culturais que agregam muitas pessoas de diferentes idades, credos e modos diversos de olhar o mundo, houve divergências ferrenhas de opiniões a respeito do rumo que se pretendia dar a Irmandade das Sombras: havia a ideia de que a IS deveria andar com as suas próprias pernas, desvinculando-se do site Recanto das Letras, deixando o sistema interativo do fórum para a criação de um site que, segundo a opinião contrária, poderia limitar a liberdade criativa e a informalidade que se havia alcançado naquele fórum específico, criado desde 2006. As idéias, fortemente antagônicas, entraram em choque e um racha foi inevitável. Algumas personalidades de opinião forte, de ambos os lados, decidiram abandonar o grupo e, com elas, boa parte dos frequentadores do fórum também.
Henry Evaristo, falecido em 16 de fevereiro de 2010, era um dos principais nomes que defendiam a criação de um site para a Irmandade das Sombras. Por isso, em dezembro de 2008, logo após o fim da IS , ele criou outro fórum que chamou de Fórum Câmara dos Tormentos, nome emprestado do seu blogue, onde foram parar, também, boa parte dos nomes que saíram do Fórum da IS e, ainda hoje, integram o atual grêmio literário como: Celly Borges, Lino França Jr., Luiz Poleto, Marcio Bordin, Tânia Souza, Paulo Soriano, Luciano Barreto, Leonardo Nunes (SeguidorLovecraft), Fiori e Afonso Luiz Pereira (que recém tinha entrado no antigo grupo).  Henry alimentava a vontade sempre confessa, e apoiado por todos os membros, de se criar uma espécie de Academia Virtual Brasileira de Escritores de Terror (ABET), porque ele gostaria de ver o gênero, de que tanto gostava, receber maiores incentivos de qualidade do que já se vinha fazendo lá no tempos áureos do Recanto das Letras.
No FCT (Fórum da Câmara dos Tormentos), então, começou a se fomentar várias discussões sobre a LITFAN, termo criado por Henry Evaristo para designar a Literatura Fantástica, onde de modo informal e descontraído, em clima sempre respeitoso, se reuniam os amigos para falar e trocar experiências sobre filmes, livros, teoria literária, vídeos estranhos postados na Internet e outras coisas voltadas para o gênero Terror. Neste meio tempo, vez ou outra, se abordava a questão da criação do site. Durante este período, o grupo resolveu realizar diversos Desafios Literários, baseados em imagens, temas ou frases, com o intuito de se experimentar novos estilos e recursos literários pelo puro prazer de escrever e ler os textos uns dos outros. Para esses desafios foram convidados outros autores, que já publicavam textos nos seus respectivos blogues e no Recanto das Letras também, que acabaram unindo-se, como muita satisfação, aos membros remanescentes da antiga IS (Irmandade das Sombras). Ao grupo, portanto, veio se juntar os escritores Victor Meloni, Flávio de Souza, George dos Santos Pacheco e, por último, Ramon Bacelar.
A morte de Henry Evaristo, o moderador do Fórum Câmara dos Tormentos, em fevereiro de 2010, foi um duro golpe para o grupo, que levou um bom tempo para absorver o impacto da perda. Henry, debilitado por uma doença crônica grave, parecia saber que o seu fim estava próximo e, alguns meses antes de morrer, passou a moderação do Fórum para os seus amigos mais queridos Luiz Poleto, Luciano Barreto e Paulo Soriano. E como a vida segue, o fórum continuou como o point de encontro, mantendo o grupo sempre unido.
Finalmente, depois de mais de um ano da morte do Henry, no início de maio de 2011, o grupo, numa daquelas discussões comuns, acabou levantando a antiga vontade de criar o próprio site. As questões técnicas, agora, eram mais favoráveis e, depois de muito discutir, propor e compartilhar ideias, surgiu “A IRMANDADE” que tem a mesma proposta norteadora do Fórum Câmara dos Tormentos, buscando agregar gente que curte ler e escrever Literatura Fantástica.

Link para o site: http://www.airmandade.net/ 

Pacheco também é cultura!

Um comentário:

  1. Muito bom!Vou me cadastrar assim que sobrar um tempinho!O Lord Roger hoje anda velhinho e já com problemas na coluna eheheh, já o Linx é um mistério, o cara simplesmente sumiu da web!...Contem comigo para a divuulgação, mas ando devagar por motivos de saúde e a idade já está pesando eheheh
    Roger
    www.rogsildefar.yolasite.com

    ResponderExcluir

Publicidade

http://www.tertuliaonline.com.br/
http://www.revistapacheco.com/p/contato_507.html

Destaques

A primeira vez em que eu quase morri

Uma experiência de quase morte não é algo muito fácil de esquecer, sobretudo quando se tem 16 anos. Nessa época, eu era um rapaz latino-americano, franzino e com algumas espinhas na testa. É verdade, era mais do que eu desejava, se é que alguém deseja ter espinhas. Eu era o típico adolescente: cheio de sonhos, impulsivo e medroso. Mais medroso que impulsivo, aliás.

Sobre o apego e as lembranças que escapam lentamente

O primeiro bem que meu pai me deixou, meio sem querer, foi seu aparelho de telefone celular. Não é um smartphone, não acessa a internet. A câmera fotográfica integrada tem parcos megapixels. As pessoas riem do aparelho quando são apresentadas a ele, sem saber que ali dentro, naquela caixa preta, está guardada minha pequena herança particular.

"Uma Aventura Perigosa"

Max de Castro é um funcionário público insatisfeito com trabalho e com problemas no casamento. Após uma crise de estresse em pleno expediente, incentivado por um psicanalista em um programa de entrevistas, escreve uma carta confessional, que deve ser escondida e destruída em 24 horas, mas a mesma desaparece, antes que ele pudesse fazê-lo. Começa então o inferno de Max, angustiado pela possibilidade de seus maiores segredos serem descobertos, ou por sua esposa, ou por sua cunhada, a jovem Sophia, por quem se sente fortemente atraído.

Cinema: Frances Ha

Em Frances Ha (2012), Frances (Greta Gerwig) é uma jovem nova-iorquina de 27 anos que não corresponde às expectativas idealistas de uma sociedade que exige do indivíduo o sucesso em questões profissionais e afetivas nessa fase. Ao contrário, como muitos jovens nessa idade, Frances ainda não faz ideia do que, para ela, é ser bem sucedida. O artista francês Eugène Delacroix escreveu em 'Diário' que para se chegar a segurança e maturidade do espírito é necessário passar pela sutil delicadeza da nossa sensibilidade juvenil.
As imagens postadas neste site foram retiradas da internet ou enviadas por colaboradores. Se é proprietário de alguma imagem e se sentiu ofendido, por favor, entre em contato conosco e ela será rapidamente tirada do ar.