Retrospectiva literária: Os livros que li em 2010.

Alô amigos!
Esse post é para falar de livros. Gosto muito de livros. E agora, eu fiz a retrospectiva literária, a primeira que faço, postando as sinopses do livros que li em 2010. Não estão na ordem em que li, mas aleatoriamente. Não é por que li, mas são grandes livros, não me arrependo de nenhum. Então sigam a dica! Leiam! O livro é sempre melhor!

Um estudo em vermelho

O cadáver de um homem, nenhuma razão para o crime. É a primeira investigação de Sherlock Holmes, que fareja o assassino como um “cão de caça”. Lamentava-se de que “não há mais crimes nem criminosos nos nossos dias”, quando, nesse instante, recebe uma carta a pedir a sua ajuda — o cadáver de um homem foi encontrado numa casa desabitada, mas não há qualquer indício de roubo ou da natureza da morte. Sherlock Holmes não resiste ao apelo, mas sabe que o mérito irá sempre para a Polícia. Um Estudo em Vermelho (1887), de Arthur Conan Doyle (1859- 1930), é a estreia de Holmes. A história foi editada pela primeira vez na revista Beeton’s Christmas Annual e logo fascinou inúmeros leitores, para quem o endereço do detective — 221B Baker Street, Londres — se tornou uma das ruas mais famosas da literatura. As deduções do investigador são narradas pelo seu amigo, o Doutor John Watson, uma espécie de Sancho Pança de Holmes.

O cão dos Baskervilles

Considerada uma das melhores aventuras do famoso detetive, Sherlock Holmes , O Cão dos Baskerville conta a história do Solar dos Baskerville, que há quinhentos anos abriga a família de mesmo nome. No entanto, à época da morte de Hugo Baskerville por um suposto cão diabólico, ergue-se a lenda de que este mesmo cão negro e com fogo saindo dos olhos e da boca assombra a família, matando cada um de seus membros que se arrisca na perigosa charneca próxima ao solar. Sir Charles Baskerville tem o mesmo destino de Hugo: é morto pelo cão. O terrível animal não precisou nem tocar o homem, mas matou-o de susto, já que Sir Charles sofria do coração.

Identidade Bourne

Quem lê as primeiras páginas de A identidade Bourne não tem como resistir ao restante da trama costurada por Robert Ludlum, um mestre das histórias de espionagem internacional. O autor prende o leitor desde as primeiras linhas pela tensão máxima, tornando-o refém de sua habilidade. Jason Bourne, o personagem central do thriller, é um homem que sofre um atentado em uma embarcação, é jogado no Mediterrâneo e acaba na costa francesa, sobrevivendo milagrosamente.
Primeiro thriller de uma trilogia que prossegue com The Bourne Supremacy e The Bourne Ultimatum, A identidade Bourne tem todos os ingredientes de um filme de ação. Até em simples diálogos, Ludlum consegue manter retesado o fio da tensão. E por isso mesmo a história já foi transposta para a tela grande, em filme dirigido por Roger Young e protagonizado por Richard Chamberlain.

O Tiro Final e outros contos sensacionais

Antes da invenção de Sherlock Holmes, Sir Arthur Conan Doyle escreveu histórias de mistério, suspense e aventura. Aqui percebe-se o compromisso de refinar o método adotado por ele para detectar, definir, determinar e solucionar o mistério da vida e da morte.



Drácula
Drácula é um romance de 1897 escrito pelo autor irlandês Bram Stoker, tendo como protagonista o vampiro Conde Drácula. Sem dúvida trata-se do mais famoso conto de vampiros da literatura.
Este romance em forma epistolar, dando voz às várias personagens, abre com a chegada de um solicitador, de nome Jonathan Harker, a um castelo em uma remota zona da Transilvânia. Aí o jovem Harker trava conhecimento com o excêntrico proprietário do castelo, o conde Drácula, dado este ter em vista a aquisição de várias propriedades na Inglaterra.
Paulatinamente Harker começa a perceber que há mais do que excentricidade naquela figura, há algo de estranho no anfitrião, algo de realmente assustador e tenebroso. Aliás, passada a inicial hospitalidade, Harker começa a entender que, mais do que um hóspede, é também um prisioneiro do conde Drácula.

007 Contra Goldfinger

O diabólico tesoureiro da SMERSH, Auric Goldfinger planeja o golpe do século, a MI6 só não sabe qual é, mas para isso eles mandam James Bond para investigar o vilanesco amante do ouro. Mas não será tão fácil assim, porque o segurança de Goldfinger, Oddjob e seu chapéu letal entrarão na frente de Bond. Entre jogos de golfe falsificados e líderes lésbicas de exércitos femininos, Bond terá que usar de sua esperteza e habilidades se quiser mais uma vez se sobrepor à SMERSH.

Assassinos S/A Vol II

Segunda edição da Coletânea de Contos Policiais da Editora Multifoco, com vários autores (inclusive eu), que conta com uma novidade: Os contos são ilustrados, por vários profissionais, não menos brilhantes que os autores. Organizado pelos também escritores Jana Lauxen e Frodo Oliveira.

A Ilha Misteriosa

Um balão cai perto de ilha desconhecida no Oceano Pacífico. Os cincos sobreviventes enfrentam os obstáculos naturais impostos pela ilha misteriosa, desde animais selvagens e temperaturas extremas a um navio repleto de piratas. Nessa história empolgante, com um final surpreendente, Verne combina aventura e pesquisa científica em uma narrativa clara e dinâmica, entremeada pelo humor, ironia e criatividade.

Viagem ao centro da Terra

Na sua tranquila casa de Hamburgo, o excêntrico Professor Lidenbrock descobre, por acaso, o manuscrito de um alquimista islandês do século XVI, no qual este revela ter atingido o centro da Terra através da cratera do Sneffels, vulcão extinto da Islândia. Seguir-lhe as pisadas é a determinação imediata do sábio que, logo um mês depois, inicia a sua arriscada viagem na companhia do sobrinho Axel e de um guia local chamado Hans. Os três homens penetram pois, nas entranhas do globo terrestre, mas muitas e pasmosas surpresas os aguardam, ultrapassando mesmo todas as mais ousadas expectativas de qualquer dos viajantes: depois de percorrerem inúmeros poços e corredores deparam com uma caverna enorme na qual existe um mar, atravessam uma floresta de cogumelos, assistem a um combate de monstros pré-históricos e chegam a ver, vivos, os homens da era terciária representados por gigantes que se dedicam ao pastoreio de mastodontes. (muito louco, não é mesmo?)

À Espera de um Milagre

O livro À Espera de um Milagre é um suspense para quem tem nervos de aço.Histórias de condenados à cadeira elétrica são, por si só, interessantes. Agora, imagine quando uma delas é contada pelo mestre do suspense e terror Stephen King. Melhor que imaginar é ler este desconcertante À Espera de Um Milagre. O título original do romance, que foi publicado de forma serializada em seis volumes, em 1996, é O Corredor da Morte. Mas como no cinema o filme inspirado no livro ganhou esse novo nome, as editoras aproveitaram a oportunidade de marketing para renomear as novas edições. Não faz diferença. O que conta é a história e a forma magistral como é narrada o livro À Espera de um Milagre. O enredo é simples: internado em um asilo para idosos, o ex-carcereiro Paul Edgecombe (interpretado por Tom Hanks, no filme) relembra a história de John Coffey, um gigante de dois metros e cinco de altura, negro e com cento e quarenta quilos, condenado à cadeira elétrica sob a acusação de ter estuprado e assassinado duas garotinhas, as gêmeas Cora e Kathe Detterick. Cada página representa um passo de Coffey rumo à execução. Cada página representa a possibilidade de sua salvação. Cada página representa a visão de Stephen King sobre a mais polêmica das questões do Estado moderno: a pena de morte. Um livro para quem tem nervos de aço.

O Fantasma da Meia-Noite

Kenji e Mitsue empolgados quando o pai deles anuncia que vão deixar o Japão para viver nos Estados Unidos. Aos 14 anos, Kenji mal podia esperar para chegar ao país. A irmã, menor também, ansiava por conhecer o novo lar da família Yamada na cidade de Nova York. Mas o sonho se transforma-se em um terrível pesadelo quando vão morar em uma casa assombrada por um mistério. O que era pra ser uma temporada de descobertas e novas experiências, revela-se um perigoso jogo em que a vida de todos corre sério risco. O Fantasma da Meia-Noite é um grande thriller com a assinatura de um dos melhores e mais populares escritores do mundo.

Prova de Fogo

Gil é o típico garoto mediano,personagem do livro Prova de Fogo, ele não se destaca em nada na vida. Até Pris, a menina de quem ele gosta, parece ignorar sua existência. O misterioso sequestro do filho dos Bradford é uma ótima oportunidade para Gil provar que é especial. Um clássico de Pedro Bandeira

A Outra Face

Judd Stevens é um psicanalista que subitamente vê-se envolvido em uma sucessão de assassinatos que precisa desvendar. Entre os suspeitos estão uma atriz decadente e ninfomaníaca, um pai de família com tendências homossexuais, um empresário paranóico e uma jovem misteriosa. Mas talvez não seja preciso ir longe para encontrar o assassino: o psicanalista desconfia que pode estar matando pessoas em momentos de privação de sentidos. Além de uma história envolvente de mistério e suspense, "A outra face" é um marco: trata-se da obra de estréia de Sidney Sheldon na literatura.

A Nuvem Envenenada

Segundo livro do ciclo do professor Challenger, este romance se demonstra um verdadeiro precursor da mais pura ficção científica, com a aniquilação de qualquer forma de vida na terra após a passagem pelo éter de uma nuvem venenosa. O professor Challenger, o protagonista desta aventura, que consegue sobreviver com mais alguns companheiros.

A Droga do Amor

Da Série "Os Karas", de Pedro Bandeira. Miguel, Crânio, Calú, Chumbinho e Magrí – os cinco adolescentes que formam o grupo dos “Karas” – enfrentam problemas éticos e tomam consciência e partido em questões sociais. Suas aventuras já se consagraram no gosto do adolescente brasileiro, alimentando suas emoções justamente no momento em que o jovem está entrando na fase do domínio do pensamento reflexivo e do idealismo.
A paixão coletiva de Crânio, Calú e Miguel pela bela e atlética Magrí resulta numa briga e no fim do grupo, bem na pior hora possível.
Um cientista americano que havia criado a cura para a praga do século, que está transformando o amor em morte, é seqüestrado no Brasil, e a professora de Magrí, baleada. Magrí e Chumbinho tentam desesperadamente reunir o grupo secreto dos Karas para investigar esse crime tão tremendo para a humanidade. Para agravar a situação, o Dr. Q.I., o rei dos criminosos, foge da Penitenciária de Segurança Máxima.

O Último Templário

Quatro homens mascarados montados a cavalo, vestidos como Cavaleiros /Templários, irrompem na noite de gala de inauguração de uma exposição do Vaticano no Museu Metropolitan e roubam um misterioso decodificador medieval, lançando o agente do FBI Reilly e a arqueóloga Tess Chaykin numa corrida mortal por três continentes em busca do local final de descanso do Templo do Falcão e a perturbadora verdade sobre a sua carga.


Leiam todos!

Pacheco também é cultura!

2 comentários:

  1. Boa lista heim, gostei da forma de apresentação.

    ResponderExcluir
  2. Ola Pacheco!
    Dos que vc mencionou só li "Viagem ao Centro da Terra", puxei pela memória os que li em 2010 e foram:

    Caim - Saramago
    Os anéis de Saturno - Asimov
    O Artista da Fome - Kafta
    Leite Derramado - Chico Buarque
    A batalha do Apocalipse - Eduardo Sophr
    O Principe - Maquiavel
    A Invasão - José Lourenço
    O Fator Caos - Miguel Carqueija

    Acho que foram estes

    Um abç.

    ResponderExcluir

Publicidade

http://www.tertuliaonline.com.br/
http://www.revistapacheco.com/p/contato_507.html

Destaques

A primeira vez em que eu quase morri

Uma experiência de quase morte não é algo muito fácil de esquecer, sobretudo quando se tem 16 anos. Nessa época, eu era um rapaz latino-americano, franzino e com algumas espinhas na testa. É verdade, era mais do que eu desejava, se é que alguém deseja ter espinhas. Eu era o típico adolescente: cheio de sonhos, impulsivo e medroso. Mais medroso que impulsivo, aliás.

Sobre o apego e as lembranças que escapam lentamente

O primeiro bem que meu pai me deixou, meio sem querer, foi seu aparelho de telefone celular. Não é um smartphone, não acessa a internet. A câmera fotográfica integrada tem parcos megapixels. As pessoas riem do aparelho quando são apresentadas a ele, sem saber que ali dentro, naquela caixa preta, está guardada minha pequena herança particular.

"Uma Aventura Perigosa"

Max de Castro é um funcionário público insatisfeito com trabalho e com problemas no casamento. Após uma crise de estresse em pleno expediente, incentivado por um psicanalista em um programa de entrevistas, escreve uma carta confessional, que deve ser escondida e destruída em 24 horas, mas a mesma desaparece, antes que ele pudesse fazê-lo. Começa então o inferno de Max, angustiado pela possibilidade de seus maiores segredos serem descobertos, ou por sua esposa, ou por sua cunhada, a jovem Sophia, por quem se sente fortemente atraído.

Cinema: Frances Ha

Em Frances Ha (2012), Frances (Greta Gerwig) é uma jovem nova-iorquina de 27 anos que não corresponde às expectativas idealistas de uma sociedade que exige do indivíduo o sucesso em questões profissionais e afetivas nessa fase. Ao contrário, como muitos jovens nessa idade, Frances ainda não faz ideia do que, para ela, é ser bem sucedida. O artista francês Eugène Delacroix escreveu em 'Diário' que para se chegar a segurança e maturidade do espírito é necessário passar pela sutil delicadeza da nossa sensibilidade juvenil.
As imagens postadas neste site foram retiradas da internet ou enviadas por colaboradores. Se é proprietário de alguma imagem e se sentiu ofendido, por favor, entre em contato conosco e ela será rapidamente tirada do ar.