Mike Sullivan lança seu segundo livro!



Mike Sullivan, famoso pelo seu tão bem sucedido livro, Retorno ao pó , lançará o segundo, que promete fazer tanto sucesso quanto o primeiro.Cinzas de um Estranho, a ser lançado no dia 14 de DEZEMBRO, no ESPAÇO GLIA (Rua Nilo Peçanha, 142, Ingá, Niterói) a partir das 18:30h, trata de homossexualidade, religião e a loucura, e esses já são ingredientes um tanto explosivos, ainda nos dias de hoje. Às 19:00h, Mike fará a apresentação do livro e exposição dos principais temas abordados e em seguida, às 19:30h, o autor autografa livros, havendo depois um coquetel com degustação de vinhos.

Preço do Livro: R$ 30,00 (423 páginas).

Alguns trechos do livro estão disponíveis no site: http://www.cinzasdeumestranho.blogspot.com/

Confiram agora a resenha do livro e preparem-se para um grande lançamento!
Quando homossexualidade, religião e loucura se misturam, é impossível sair ileso. Mike Sullivan nos coloca novamente diante de uma história que é puro suspense e cheia de mistérios a serem desvendados. Cada capítulo representa uma peça de um quebra-cabeça que só se completa na parte final do livro. Aos poucos ele vai nos conduzindo por essa história surpreendente, nos apresentando aos personagens e ao passado de cada um.
A história de Dioniso, um assassino que decide se entregar após o homicídio de vinte mulheres. Os motivos para tantas mortes é um mistério, bem como a sanidade de Dioniso, um homem de cinquenta e poucos anos destinado a uma missão religiosa que ele mesmo revelou ao delegado Arthur Montanês quando o levou ao esconderijo do corpo da última mulher morta.
A história de Richard Campanatti, um jovem de quase trinta anos, psicólogo bem sucedido na profissão e considerado por seus superiores devido a sua competência e dedicação aos estudos da mente humana. Porém, vive atormentado pelo passado e com sua condição homossexual, com a qual trava uma luta diária. Richard receberá a missão de atuar como psicólogo forense e realizar o psicodiagnóstico de Dioniso.
A história de Olívia LaGravanese, uma mulher desacreditada no amor e nos homens. Após uma série de decepções ela abandona a ideia de unir-se a uma outra pessoa em nome de um amor. Olívia foi a única vítima que sobreviveu a um ataque de Dioniso. Isso porque ele decidiu deixá-la viva. Ela será convocada para um reconhecimento de Dioniso e terá de enfrentar todo o retorno de um passado.
Na segunda parte do livro se dá o confronto entre Olívia, Richard e Dioniso e então os três descobrirão que suas vidas têm mais em comum do que sequer poderiam supor.

Um comentário:

  1. To
    terminan
    do o 1'
    livro e to

    adorando
    . È
    excelent
    e, vale
    mt a
    pena,
    parabéns
    p o
    autor
    nao vejo
    a hora d
    começar
    a ler o
    segundo.
    ..mente
    brilhante
    do autor
    hein...

    ResponderExcluir

Publicidade

http://www.tertuliaonline.com.br/
http://www.revistapacheco.com/p/contato_507.html

Destaques

A primeira vez em que eu quase morri

Uma experiência de quase morte não é algo muito fácil de esquecer, sobretudo quando se tem 16 anos. Nessa época, eu era um rapaz latino-americano, franzino e com algumas espinhas na testa. É verdade, era mais do que eu desejava, se é que alguém deseja ter espinhas. Eu era o típico adolescente: cheio de sonhos, impulsivo e medroso. Mais medroso que impulsivo, aliás.

Sobre o apego e as lembranças que escapam lentamente

O primeiro bem que meu pai me deixou, meio sem querer, foi seu aparelho de telefone celular. Não é um smartphone, não acessa a internet. A câmera fotográfica integrada tem parcos megapixels. As pessoas riem do aparelho quando são apresentadas a ele, sem saber que ali dentro, naquela caixa preta, está guardada minha pequena herança particular.

"Uma Aventura Perigosa"

Max de Castro é um funcionário público insatisfeito com trabalho e com problemas no casamento. Após uma crise de estresse em pleno expediente, incentivado por um psicanalista em um programa de entrevistas, escreve uma carta confessional, que deve ser escondida e destruída em 24 horas, mas a mesma desaparece, antes que ele pudesse fazê-lo. Começa então o inferno de Max, angustiado pela possibilidade de seus maiores segredos serem descobertos, ou por sua esposa, ou por sua cunhada, a jovem Sophia, por quem se sente fortemente atraído.

Cinema: Frances Ha

Em Frances Ha (2012), Frances (Greta Gerwig) é uma jovem nova-iorquina de 27 anos que não corresponde às expectativas idealistas de uma sociedade que exige do indivíduo o sucesso em questões profissionais e afetivas nessa fase. Ao contrário, como muitos jovens nessa idade, Frances ainda não faz ideia do que, para ela, é ser bem sucedida. O artista francês Eugène Delacroix escreveu em 'Diário' que para se chegar a segurança e maturidade do espírito é necessário passar pela sutil delicadeza da nossa sensibilidade juvenil.
As imagens postadas neste site foram retiradas da internet ou enviadas por colaboradores. Se é proprietário de alguma imagem e se sentiu ofendido, por favor, entre em contato conosco e ela será rapidamente tirada do ar.