Significado dos nomes de carros


E por falar em carros...
Basta observar os carros nas ruas para notar a de marcas que existem no mercado automotivo. Tem para todos os gostos. Cada uma delas ostenta um símbolo bonito, um nome atraente, algumas chegam a conquistar, além de consumidores, muitos admiradores e fãs. Nesse universo de marcas há criatividade e um pouco de história. Você sabe o significado da marca que mais o agrada? Ou então sua origem? Nesta coluna o G1 aborda o que representam esses símbolos. Como a lista é extensa separamos em duas matérias.

Alfa Romeo


O nome da marca de origem italiana, fundada em 1910, é a combinação da sigla A.L.F.A (Anonima Lombarda Fabbrica Automobili) complementada com o apelido do engenheiro Nicola Romeo, que assumiu a direção da empresa em 1916 e converteu a empresa numa fábrica bélica para atender as necessidades da Itália e dos aliados durante a I Guerra Mundial. O símbolo conquistou fãs em todo o mundo. Nele está estampado a bandeira com a cruz vermelha, que nada mais é que o brasão de Milão, na Itália. A serpente com o homem completa o desenho e representa a família real milanesa.

Audi



As quatro argolas entrelaçadas representam cada uma das marcas alemãs que se juntaram para a criação da Auto Union. Essas empresas são: Horch, Audi, Wanderer e DKW. Umas da empresas que já se chamava Audi, que significa o sobrenome de August Horch em latim. A fundação da empresa ocorreu em 1947, mas em 1º de janeiro de 1985 a Auto Union passou a chamar-se Audi AG, com sede na Alemanha.

BMW


A sigla é a abreviatura de Fábrica de Motores da Baviera (Bayerische Motoren Werke). A marca foi criada em 1917 na Alemanha para produzir motores de avião e seus criadores foram os irmãos Karl Rath e Gustav Otto. Antes de produzir carros produziram motos. O símbolo representa uma hélice de avião a girar juntamente com o símbolo da Baviera. O primeiro carro a ter o símbolo estampado na carroceria foi em 1928.

A marca sempre foi ligada em competições desde que foi fundada por Ettore Bugatti em 1909, em Molsheim, na França. A empresa chegou a ser transferida para Modena, na Itália em 1991, mas em 1998 a marca foi adquirida pela Volkswagen, a qual pertence atualmente.

Buick



A marca iniciou suas atividades como um fabricante independente de carros. Criada em 1903 pelo americano David Dunbar Buick, logo foi parar nas mãos de Willian Durant. A empresa se tornou uma potência e Durant comprou outras marcas e as juntou em um único grupo, o General Motors.

Chevrolet



Algumas marcas têm seus mistérios. Segundo diz a lenda, o logotipo em forma de gravata borboleta foi inspirado no desenho do papel de parede de um hotel em Paris onde um dos fundadores da marca, William Durant, teria se hospedado em 1908 e guardado em sua carteira. A empresa foi fundada em parceria com o piloto Louis Chevrolet após o desligamento de Durant da GM.

Chrysler



Fundada por Walter Percy Chrysler em 1924, a marca contava com uma estrela de cinco pontas, formada a partir de um pentágono com cinco triângulos para representar a precisão da engenharia. Em 1928, a Chrysler comprou a Dodge, mas em 1998 passou a fazer parte da empresa alemã DaimlerChrysler. Em 2007 separou-se da Daimler e passou a ser Chrysler LLC. Continua como proprietária das marcas Dodge, Chrysler e Jeep. O logo atual é um escudo com asas.

Citroën



O símbolo da marca francesa conta com duas letras "V" invertidas, que ainda é usado até hoje. O "double chevron" como são conhecidos, fazem referência a engrenagem bi-helicoidal criada pelo engenheiro Andre Citroën, fundador da empresa, que na época da Primeira Guerra Mundial construiu armamentos para a França.

Dodge



Os irmãos John e Horace Dodge decidiram construir um carro em 1900. Começaram com a produção de peças e, em 1914 criaram a fábrica de autmóveis. Em 1928 a Dodge Brothers passou a integrar a Chrysler Corporation. O desenho simboliza o búfalo da cidade de Dodge, localizada em Kansas, no oeste norte-americano.

Ferrari



O cavalo negro empinado sobre o fundo amarelo era usado no avião do Conde Francesco Barraca, piloto de caça italiano morto na Primeira Guerra Mundial. A pedido da mãe de Barraca a Condessa Paolina, o comendador Enzo Ferrari passou a adotar o emblema em seus carros a partir de 1923, porém adicionou um fundo amarelo, símbolo de sua terra natal, Modena. Em 1929 fundou a Ferrari e adicionou as iniciais de Scuderia Ferrari. Em 1969 passou a fazer parte do grupo Fiat.

Fiat


A empresa foi fundada por Giovanni Agnelli em 1899. A sigla significa Fabbrica Italiana Automobili Torino, traduzindo: Fábrica Italiana de Automóveis de Turim.

Ford



A empresa norte-americana foi fundada em 1903 por Henry Ford e mais onze sócios. Os primeiros modelos da marca eram nomeados segundo o alfabeto da língua inglesa e foram utilizadas as 19 letras iniciais. O símbolo oval com a assinatura de Ford permanece quase inalterado e tem uma utilização regular de mais de 50 anos.

Hyundai


O nome da marca sul-coreana fundada em 1946 significa tempos modernos. Desde 1948 manteve um acordo com a Ford para fabricar os carros americanos destinados apenas ao mercado interno. Somente em 1974 foi elaborado o primeiro automóvel da marca, com toda criação e fabricação desenvolvida pela marca. Em 1998 comprou a Kia Motors.

O nome de fundação em 1922 é SS Cars, de Swallow Sidecar Company. Os responsáveis foram William Lyons e William Walmsley. Apenas em 1945 mudou o nome para Jaguar. Depois de pertencer ao grupo Ford, recentemente a marca foi comprada pela indiana Tata Motors.

Jeep


Marca norte-americana cuja origem vem da pronúncia, em inglês, da sigla G.P (General Purpose), utilizada para identificar os modelos destinados ao uso geral. O veículo surgiu no final dos anos 30 e início dos 40 como veiculo militar. Quando acabou a Segunda Guerra Mundial a Willys registrou a marca, que hoje pertence ao grupo Chrysler.

A empresa foi fundada em 1944 e é uma das maiores indústrias da Coréia do Sul. O objetivo inicial era fabricar rodas para bicicletas. Em 1961 lançou um motor para motonetas e em 1970 passou a construir veículos comerciais e um ano depois carro de passeio. Comprou a Asia Motors em 1976, mas em 1999 passou ao controle da Hyundai, outra marca sul-coreana.

Volkswagen



A Volkswagen (pronuncia-se "folks váguen", traduzido: "carro do povo"), ou simplesmente Volks (pronuncia-se "folks", traduzido: "povo"), é uma das maiores fabricantes de automóveis do mundo, com sede mundial na cidade de Wolfsburg, Alemanha.

O Grupo Volkswagen, além da marca Volkswagen, é também proprietário das marcas Audi, Bentley, Bugatti, Lamborghini, Seat, Skoda, Aston Martin e Volkswagen Caminhões e recentemente acionista controladora da Scania.[1]

A origem da empresa remonta à longínqua década de 1930 na Alemanha nazista, e ao projeto de construção do automóvel que ficaria conhecido no Brasil como "Fusca", em Portugal como "Carocha", na Alemanha como "Käfer" e nos Estados Unidos e Reino Unido da Grã-Bretanha, como "Beetle". O desejo de Adolf Hitler era o de um automóvel barato, e que qualquer pessoa pudesse comprá-lo através de um sistema de poupança voltado para sua aquisição. O engenheiro encarregado de desenvolver o modelo foi Ferdinand Porsche (1875-1952), apesar de grande parte de seu desenho ter sido inspirado nos carros desenvolvidos por Hans Ledwinka para a empresa Tatra.

Pacheco também é cultura!

"Ganhar uma guerra é tão desastroso quanto perdê-la." - Agatha Christie

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade

http://www.tertuliaonline.com.br/
http://www.revistapacheco.com/p/contato_507.html

Destaques

A primeira vez em que eu quase morri

Uma experiência de quase morte não é algo muito fácil de esquecer, sobretudo quando se tem 16 anos. Nessa época, eu era um rapaz latino-americano, franzino e com algumas espinhas na testa. É verdade, era mais do que eu desejava, se é que alguém deseja ter espinhas. Eu era o típico adolescente: cheio de sonhos, impulsivo e medroso. Mais medroso que impulsivo, aliás.

Sobre o apego e as lembranças que escapam lentamente

O primeiro bem que meu pai me deixou, meio sem querer, foi seu aparelho de telefone celular. Não é um smartphone, não acessa a internet. A câmera fotográfica integrada tem parcos megapixels. As pessoas riem do aparelho quando são apresentadas a ele, sem saber que ali dentro, naquela caixa preta, está guardada minha pequena herança particular.

"Uma Aventura Perigosa"

Max de Castro é um funcionário público insatisfeito com trabalho e com problemas no casamento. Após uma crise de estresse em pleno expediente, incentivado por um psicanalista em um programa de entrevistas, escreve uma carta confessional, que deve ser escondida e destruída em 24 horas, mas a mesma desaparece, antes que ele pudesse fazê-lo. Começa então o inferno de Max, angustiado pela possibilidade de seus maiores segredos serem descobertos, ou por sua esposa, ou por sua cunhada, a jovem Sophia, por quem se sente fortemente atraído.

Cinema: Frances Ha

Em Frances Ha (2012), Frances (Greta Gerwig) é uma jovem nova-iorquina de 27 anos que não corresponde às expectativas idealistas de uma sociedade que exige do indivíduo o sucesso em questões profissionais e afetivas nessa fase. Ao contrário, como muitos jovens nessa idade, Frances ainda não faz ideia do que, para ela, é ser bem sucedida. O artista francês Eugène Delacroix escreveu em 'Diário' que para se chegar a segurança e maturidade do espírito é necessário passar pela sutil delicadeza da nossa sensibilidade juvenil.
As imagens postadas neste site foram retiradas da internet ou enviadas por colaboradores. Se é proprietário de alguma imagem e se sentiu ofendido, por favor, entre em contato conosco e ela será rapidamente tirada do ar.