Novo Fox 2010 chega em julho, quer brigar com o Chevrolet Viva



O Novo Fox 2010 está muito próximo de ser lançado, como as fortes promoções do Fox atual indicam. Tudo está sendo feito para acabar com o estoque do modelo que foi lançado em 2003, para dar espaço para um novo compacto, que quer ficar mais refinado e se distanciar do Novo Gol.

Durante o pequeno tempo em que o Novo Gol e o Fox atual conviveram na linha da Volkswagen, muita gente estranhou o fato de o Fox ter continuado com aquele visual que não tinha nada a ver com a nova identidade da marca, trazida pela quinta geração do Gol.

Como a Volkswagen tinha que trabalhar em apenas um popular de cada vez, deu prioridade ao seu campeão de vendas. Depois que ele foi lançado, teve espaço para trabalhar no facelift do Fox, que finalmente mudará de cara depois de seis anos de vida.

A maior mudança do Novo Fox 2010 fica na frente, mas a revista Quatro Rodas informa que todos os painéis de sua carroceria mudarão, apenas o teto permanece o mesmo. O visual frontal acaba sendo quase que uma cópia do novo Polo da Europa, em uma mudança que quer passar a imagem de que o Fox subiu de segmento.

Se subiu de segmento, não podemos afirmar nada, mas que o Novo Fox 2010 ficará mais bem acabado e mais equipado, isso sim ficará. Já que o Fox não conseguiu substituir o Gol, como eram as intenções originais da Volkswagen, agora ele ficará posicionado como o compacto para quem quer um modelo mais recheado, e portanto mais caro.

Nos três passos da Volkswagen brasileira para renovar sua linha de hatches compactos, o primeiro já foi dado, que era criar um Novo Gol. O segundo está sendo dado com o Fox mais requintado, e o terceiro ainda está no futuro, onde o Polo ficará maior e subirá de segmento.

Uma inédita versão de luxo do Novo Fox 2010 será lançada, chamada de Fox Prime, com rodas de aro 15 ou 16, teto solar, ar digital, sensor de estacionamento, e etc. A Quatro Rodas também fala que a geração atual do Fox viverá junto com esse Novo Fox 2010 durante algum tempo.

Uma prática que já se tornou costumeira em nosso mercado, e que adiciona mais opções ao comprador que tem uma certa quantia disponível para comprar um compacto.
Fonte: Revista Quatro Rodas

Pacheco também é cultura!
"Tudo que é novo é bonito e funciona." - José Jorge Pacheco

Um comentário:

Publicidade

http://www.tertuliaonline.com.br/
http://www.revistapacheco.com/p/contato_507.html

Destaques

A primeira vez em que eu quase morri

Uma experiência de quase morte não é algo muito fácil de esquecer, sobretudo quando se tem 16 anos. Nessa época, eu era um rapaz latino-americano, franzino e com algumas espinhas na testa. É verdade, era mais do que eu desejava, se é que alguém deseja ter espinhas. Eu era o típico adolescente: cheio de sonhos, impulsivo e medroso. Mais medroso que impulsivo, aliás.

Sobre o apego e as lembranças que escapam lentamente

O primeiro bem que meu pai me deixou, meio sem querer, foi seu aparelho de telefone celular. Não é um smartphone, não acessa a internet. A câmera fotográfica integrada tem parcos megapixels. As pessoas riem do aparelho quando são apresentadas a ele, sem saber que ali dentro, naquela caixa preta, está guardada minha pequena herança particular.

"Uma Aventura Perigosa"

Max de Castro é um funcionário público insatisfeito com trabalho e com problemas no casamento. Após uma crise de estresse em pleno expediente, incentivado por um psicanalista em um programa de entrevistas, escreve uma carta confessional, que deve ser escondida e destruída em 24 horas, mas a mesma desaparece, antes que ele pudesse fazê-lo. Começa então o inferno de Max, angustiado pela possibilidade de seus maiores segredos serem descobertos, ou por sua esposa, ou por sua cunhada, a jovem Sophia, por quem se sente fortemente atraído.

Cinema: Frances Ha

Em Frances Ha (2012), Frances (Greta Gerwig) é uma jovem nova-iorquina de 27 anos que não corresponde às expectativas idealistas de uma sociedade que exige do indivíduo o sucesso em questões profissionais e afetivas nessa fase. Ao contrário, como muitos jovens nessa idade, Frances ainda não faz ideia do que, para ela, é ser bem sucedida. O artista francês Eugène Delacroix escreveu em 'Diário' que para se chegar a segurança e maturidade do espírito é necessário passar pela sutil delicadeza da nossa sensibilidade juvenil.
As imagens postadas neste site foram retiradas da internet ou enviadas por colaboradores. Se é proprietário de alguma imagem e se sentiu ofendido, por favor, entre em contato conosco e ela será rapidamente tirada do ar.